Exortação à Nossa Senhora

Maria de Nazaré

São Bernardo

Lembra-te, mais gracioso Virgem Maria, que nunca se ouviu que alguém tenha recorrido ao seu patrocínio, implorou Tua ajuda, ou procurado sua proteção foi deixado nu. Animado por esta confiança, eu recorremos a Vós, ó Mãe, Virgin Virgin, e eu venho a Ti, arrependido, eu me prostro diante de você. Não descartar, ou Mãe do Verbo, o meu apelo, mas ouça benigno e responde-me. Amém.
São Bernardo de Clairvaux

Rosa Mística

"E o nome da Virgem era Maria".

Vamos dizer algumas palavras sobre este nome que se traduz como "Estrela do mar" e que se adapta perfeitamente à Virgem Maria.
Ela vem comparada como um astro que difunde a sua luz sem diminuir de intensidade assim como a Virgem deu a luz ao seu Filho sem perder nada da sua pureza virginal. Os raios não diminuem a luminosidade do astro e o Filho não tira nada à integridade da Virgem.

Ela é esta nobre estrela saída da Jacó, cujos raios iluminam o universo inteiro, brilham nos céus e penetram até os abissos. Ela irradia a terra, reaquece as almas invés dos corpos, favorece o desenvolvimento das virtudes e consuma os vízios.

Ela é esta estrêla linda e maravilhosa que, indispensável, deveria estar acima do imenso mar com o brillo dos seus méritos e a luz do seu exemplo.

Quem quer que tu sejas, neste mar que é o mundo, tu que invés de pisar a terra firme te sentes sacudido de um lado e do outro, no meio dos furacões e tempestades, nunca desviar os teus olhos da luz deste astro, se não quiseres ver-te submerso das ondas da marea. Se o vento das tentações te ataca, se as rochas da infelicidade estão na tua frente, olha a Estrela, e procuras Maria.

Se a ira, a avareza, a sedução da carne sacodem a frágil barca da tua alma, coloca o teu olhar sobre Maria.

Quando, tormentado da enormidade e da atrocidade das tuas culpas, envergonhado pelas nojeiras da tua conscienza, terrorizado da ameaça do juízo, comeces a ser pego pelo báratro da tristeza e do abisso da desesperação, pensa em Maria.

Che il suo nome mai abbandoni le tue labbra ed il tuo cuore. E per ottenere il sostegno della sua preghiera, non cessare di imitare l'esempio della sua vita.

Nos perigos, na angústia, na incertezza, invoca Maria.

Que o seu nome nunca abandone os teus lábios e o teu coração. E para obter o sustentamento da sua prece, não parar de imitar o exemplo da sua vida.

Seguindo-a, não te perderás; orando por Ela, não conhecerás a desesperação, pensando Nela, não errarás. Se Ela te sustenta, não afunderás; se Ela te proteje, não terás medo de nada; com a sua guia não temer o esforço; com a sua proteção alcançarás o porto. Tu então experimentarás, com a tua pessoal experiência, com que verdade foram ditas aquelas palavra: "O nome da Virgem era Maria".
Sermão sobre o Evangelho.
Omelie sull'Evangelo
Missus est 2,17.

Temas do Mosteiro