Alma

alma

Corpore et anima unus

A Igreja ensina que cada alma espiritual é criada diretamente por Deus, não é "produzida" pelos pais e é imortal que não perece no momento da separação do corpo e no momento da morte, novamente vai se juntar ao corpo na ressurreição final.
(Catecismo da Igreja Católica no parágrafo 6, II 366)

As feridas da alma

Toda criatura gostaria de experimentar uma alegria transbordante e uma felicidade incontida onde a mente, encantada com tanta alegria, se junta à música imensa e alegre do coração. Então, todo o ser é projetado para transcender a realidade em união e harmonia com o todo, em harmonia com a respiração de toda a criação que sobe para o céu. Atingindo este estado permanece sempre lá para desfrutar de cada instante oferecido em felicidade pura que escapa a investigação da razão, mas que é capaz de inflamar o coração.

Preocupações exageradas, morbidez, sofrimento, e ainda paixões, vícios de feridas da alma que impedem o desenvolvimento dessa energia incrível necessária que só a alma é capaz de explorar o amor de Deus alcançando à verdadeira e única felicidade.

Se deixada envolta na escuridão por um longo tempo, murcha como uma flor. Obscurecida por vícios que batem em sua essência, a alma não se abre ao amor de Deus, enquanto consola o corpo dos assuntos humanos, geme na escuridão desoladora da mente.

Por isso, é muito importante saber quais são as falhas e quais são as causas das feridas profundas e mortais da alma. Na verdade, deve-se encontrar nas suas próprias misérias, destaques de suas imperfeições, indicações das feridas do coração, das profundezas da sua alma, onde se escondem praias solitárias e dores indizíveis, sofrimentos ocultos da natureza desavisados trazendo-os à luz, e corrigindo-os. Caso contrário, esses sofrimentos preservados no esquecimento além de não beneficiarem a alma, encontram um gatilho que irá despertá-los criando também problemas de saúde.

Não é fácil dar o primeiro passo para reconhecer a sua maldade e sua pobreza, pois esta julgará severamente o seu trabalho. No entanto, deve-se diligentemente olhar para as suas profundezas e encontrar nas paixões que a dominam vencendo-as. Empreendida a batalha em seu combate, não abater-se se houver uma queda, pois é muito fácil se perder na nevasca dos sentidos ou no domínio do fluxo selvagem das paixões.

Para descobrir o inimigo traiçoeiro deve-se entender as consequências do pecado, as paixões, os desejos incontroláveis, dos impulsos que levam ao mal. Estes, na verdade, são as feridas que rasgam a alma e a tornam incapaz de escapar do vórtice vicioso dos fracassos, das ansiedades e medos. "As paixões são para o coração o que as cordas são à cítara, que devem ser harmonizadas de modo que podemos dizer: "Eu te louvarei com a harpa".
(Sl. 42,4).

Muitos consagram a maior parte de seu tempo para atender anseios e os muitos desejos da carne, negligenciam as necessidades da alma e perdem o direito de entrar em uma alegria real. De resto inutilmente perseguem os desejos da carne sem ser capazes de se satisfazer plenamente, deste modo passam despercebidas. Por isso, estas doenças que afetam o corpo humano, tais como a preocupação de envelhecer, a ansiedade que o homem moderno tem de envelhecer, preocupado adoecem e morrem.

Ele tenta de todas as maneiras, por todos os meios e também com toda ânsia cuidar do seu corpo e acalmar a dor física. Notando em si mesmo, também o desconforto que nem tudo pode ser tratado com terapias médicas, porque às vezes a doença é na alma.

Nestes tempos, falar sobre os vícios e as virtudes, além de estar fora de moda é ridículo e inútil. Aqui estão alguns exemplos:

  • O egoísmo, por exemplo, é interpretado como um amor saudável de si mesmo.
  • O narcisismo é quase incentivado pela empresa, pois estimula o investimento na melhoria estética da pessoa, através do uso excessivo do discurso, no emprego de cosméticos, banhos solares, roupas sofisticadas e caras, férias em lugares exóticos, de navio, ou quem sabe onde...
  • A inveja é identificada como uma competição saudável.
  • A raiva deve ser expressa sem vergonha alguma outra de outra forma, dizem, pode vir doenças físicas ou mentais.

Este entendimento evita que as pessoas melhorem a si mesmos, no cultivo das virtudes, na transmissão ao outro algo de bom.

Ao lutar contra as más paixões não é para lutar contra si mesmos, e para si mesmos, de modo que o melhor de nós possa assim aparecer totalmente à luz. Assim, surge a necessidade de um processo que nos leva a aprofundar essas paixões que perturbam a alma. Podendo ser resumido em sete pecados mortais:

  1. ORGULHO.
  2. AVAREZA.
  3. LUXÚRIA.
  4. IRA.
  5. GULA.
  6. INVEJA.
  7. PREGUIÇA.

Explicando, podemos nos libertar da escravidão como da tirania das más paixões, e refazer o caminho de liberdade com o coração alegre, transbordando de amor. Todos recebem o convite de Deus para se converter de seus maus hábitos, para que, pela graça de Deus, os vícios deixem definitivamente este lugar para as virtudes.

Ao Folhear a web site poderá encontrar tudo sobre as feridas da alma, a sua origem, como encontrá-las e se curar, só assim poderá recuperar essa alegria muito aguardada, tão procurada, mas nunca encontrada, porque está escondida entre os segredos de seu coração que pulsa.

Existem muitas causas que impedem a alma de ser virtuosa. Como quando o sol nasce e não é visível a partir do solo se há aglomerados de nuvens, por isso, os hábitos e má educação dificultam as virtudes. Se dissolver as nuvens, o brilho do sol torna-se visível a partir da Terra, também quando são cortados os maus hábitos, tornam-se visíveis as virtudes consequentemente cessaram os desejos o mau pensamento verá pela luz da mente.

Toda a gente sabe o que é bom ou mau em si mesmo. No entanto, sabes o que é bom, porque eu sou o mal? Há apenas uma sabedoria útil ao homem, Deus tem colocado sob a lei natural o poder do despertar através das exortações das Escrituras para buscar em todas as coisas a pureza da mente. É ilusório acreditar que é fácil de obter, porque afeta a natureza complexa da nossa alma.

Um convite especial

Se você deseja alcançar essa alegria e adquirir estas virtudes, ouça o convite de Jesus: "Tudo o que pedirdes em oração, você receberá" (Mt 18,20). Na verdade, nenhuma oração, nenhum caminho espiritual é possível, sem seguir as pegadas de Jesus, nosso Salvador.

Se você quiser aceitar o convite, ou simplesmente para rezar em sua casa, clique aqui e você vai encontrar um grupo de oração maravilhoso. "Mosteiro Invisível de caridade e fraternidade." Você pode juntar-se espiritualmente com muitos irmãos maravilhosos e irmãs em todo o continente e sua vida vai mudar.

Se você deseja receber o Livreto De Oração preencha o formulário e você receberá a sua entrega, sem incorrer em despesas ou qualquer tipo de responsabilidade.

Claro que você pode visitar o grupo de oração depois de ter lido e ponderado as páginas interessantes dedicados às feridas da alma.

Temas do Mosteiro