Nossa Senhora das Dores

Maria di Nazaré

Consoladora dos Aflitos

Ela sabia que Seu Filho, que era todo bondade e beleza interior, era uma pobre vítima. Com mãos tremulas, Ela o apresentou ao Pai sem vacilar. Esta missão também pertencia a Ela, a mais terrível missão dada a uma mãe.

Nossa Senhora

LAs mães não sabem do futuro de seus filhos, mas Maria sabia o que a esperava, e, caso não soubesse, o profeta de Deus revelou o futuro: "Uma espada trespassará Teu coração!" A palavra de Simeão era a Palavra de Deus. E a Mãe seguiu Seu caminho, mais perto do que nunca de Seu Tesouro, levando consigo Sua cruz. Os homens não se deram conta do sofrimento da Mãe de Jesus crucificado, da Virgem Dolorosa. Tampouco se dão conta, nos dias de hoje, ao passar por Ela. Nem estão interessados em dar-se conta.

Maria esteve no Calvário

Foi um pesadelo... um terrível pesadelo. "É Teu próprio Filho, Ó Mulher, que está morrendo como os escravos, abandonado de Deus e dos homens, transpirando suor e sangue, o ódio da multidão sufocando-O." Ele conseguiu, com grande dificuldade, reconhece-La. Ela O olhou fixamente com olhos embaçados, pois não tinha mais lágrimas para chorar.
Ele disse: "Ó Mulher, são Teus filhos que estão me matando. Quero, para eles, todo o bem. Gostaria de abraça-los todos. Faz isso por mim, Mãe amada!"
E a Mãe perdoou e continua perdoando, e a Mãe amou todos, e continua amando. Seu Filho foi retirado morto da cruz e Ela o apertou contra Si. Seus filhos adotivos a olharam, mas não souberam como reconfortar a Mãe Dolorosa.

Súplica

"Ó minha Mãe, eu te crucifiquei juntamente com Jesus, trespassei com uma lança cruel o coração de Teu Filho, assim como o Teu e ainda não sei reconhecer Teu amor. Maria, trespassa o meu coração com o arrependimento mais profundo, que eu morra em vez de atentar novamente contra a vida de Teu amado Filho.
Fica comigo, Ó Mãe Dolorosa, quero sentir por Tí a ternura de João, o discípulo que Jesus mais amava.".

Doação do seu coração à Maria

Ó minha dulcíssima Mãe, volve para mim, teu filho, estes Teus olhos misericordiósos. Como és boa e quantas bênçãos tens derramado sobre estas almas pecadoras! Agora conheço o preço de minha salvação, sei de Tua dor, Ó Mãe, sei da paixão e morte de Teu Filho Jesus.

Mas sou tão pobre e meu coração tão miserável! Que posso dar-Te em agradecimento? Ofereço-Te tudo que tenho, sob o olhar de Deus e na presença dos Anjos e dos Santos. Aceita este meu tudo, Ó Maria, e suscita em meu coração este mesmo amor que Tu sentes, sem olhar minhas faltas. Estou muito arrependido e minha alma está cheia de amor por Jesus e por Tí. Leva para Teu Divino Filho meu coração que quer viver, de agora em diante, uma vida de amor e reparação. Ajuda-me, Maria, e salva-me. Sou Teu filho na vida e na morte, e quero sê-lo por toda a eternidade. Amém..

A dor de Maria

Considere as razões pelas quais o martírio de Maria era maior do que o dos mártires. Os mártires sofreram o martírio nos corpos de fogo e ferro, mas Maria sofreu na alma, como ele havia previsto San Simeon: "E você mesmo uma espada traspassará a tua alma".

É como o velho santo de dissera: "Ser esfaqueado e martirizado alma com a Paixão de Vosso Filho muito amado O Holy Virgin, os outros mártires vão sofrer ferimentos físicos com armas, mas tu". Como a alma é mais nobre do que o corpo, tanto a dor experimentada por Mary era maior do que a de todos os mártires, como Jesus Cristo disse a St. Catherine de Siena: "Não há comparação entre a dor da alma e do corpo".

As Glórias de Maria - Santo Afonso

Temas do Mosteiro