Rita de Cássia

Santa Rita

Rita

Monja Agostiniana

Santa Rita é um dos Santos mais amados hoje, objeto de extraordinária devoção popular, porque amado pelas pessoas que se sentem muito próximas por sua incrível "Normalidade" da existência quotidiana vivido por ela, primeiro como noiva e mãe, então como viúva e finalmente como uma freira agostiniana.

Junte-se a nós

Santa Rita Advogada dos casos impossíveis

Santa Rita afunda suas raízes espirituais na "theologia Cordis" que através do primado do coração leva ao desejo de imitação da humanidade de Jesus Cristo. Nesta devoção medieval incluem figuras de grande profundidade espiritual como Francisco de Assis e Ângela de Foligno.

Entre as poucas fontes, a primeira reconstrução completa do Santo remonta a 1610 pelo Padre Agostino Cavallucci que recolheu tanto a tradição oral dentro do mosteiro de Cássia, tanto dos habitantes de Roccaporena, como o complexo de testemunhos que constituem a memória da vida da Santa.

A veneração por esta pequena freira de Cássia não parece diminuir, ao contrário, se intensifica com o tempo, acompanhada da curas, conversões, perfumes e outras coisas.

A Santa Rita a vida não a poupou de nada:

  • Muito jovem foi dada em esposa a um homem iroso e brutal com o qual teve dois filhos, todavia com o seu doce amor e paixão conseguiu transformar o caráter do marido e fazê-lo mais dócil.

  • Santa Rita conviveu e dividiu a dura vida das pessoas do seu pequeno bairro.

  • O marido foi assassinado e em pouco tempo até as crianças o seguiram até o túmulo.

  • Ela porém não se abandonou à dor, à desesperação, ao rancor e ao desejo de se vingar, ao contrário conseguiu em modo heróico a afogar a sua dor através do perdão aos assassinos do marido. Fez de tudo para que a familia do marido fizesse as pazes com os assassinos, interrompendo assim a espiral deódio que se era criada.

  • Entrou em convento e viveu os últimos 40 anos de vida em assídua contemplação, penitência e oração, completamente dada ao Senhor.

  • Santa Rita, 15 anos antes de morrer, recebeu a singular "espinha" daquela chaga dolorosa que lhe foi estampada na testa, que incessantemente lhe causou terríveis dores e os sofrimentos inauditos da coroação de espinhas.

A Sua foi uma vida de cruz, suportou a dor que lhe apertava a alma e lacerava as carnes porque compreendeu a sabedoria da Cruz. Assim trocou a dor em uma incredível expressão de amor que doa sem pedir e a transformou em uma força enorme de elevação espiritual. Era aquele amor que loda Deus apesar dos sofrimentos: em uma forma mais pura e maior da caridade.

Santa Rita difundiu a alegria do PERDÃO imediato e generoso, da PAZ amada e por isso a persegue como bem supremo, do AMOR fraterno intenso e sincero, da extrema CONFIANÇA em Deus, completa e filial, da CRUZ levada com Cristo e por Cristo. Ela nos exorta a confiar em Deus para que se faça em nós os desenhos divinos.

A força de Santa Rita està na capacidade de falar a cada coração, de partecipar a todos os nossos problemas. Por quanto se possa sentir infeliz, ore con confiança nela que não deixarà di transformar as suas orações em súplicas ardentes e agradáveis ao Senhor. A Sua intercessão é tanto potente que o povo devoto a chama "Santa das causas impossíveis, advogada das causas desesperadas".

Santa Rita proseguiu neste caminho entusiasmante à descoberta desta humilde senhora que con o seu exemplo é ainda hoje a nossa grande mestra. Pedimos a Ela que interceda pelas nossas tribulações, as necessidade e as angústias, mas principalmente que nos ensine a aceitar os sofrimentos sem compromissos, a capacidade de perdoar de coração e nos faça fixar o pensamento e o coração em Deus "a fim de que entre as coisas mutáveis do mundo, os nossos corações sejam fixos lá onde está a verdadeira alegria"

Santa Rita e os espinhos

O acontecimento central da vida de Santa Rita, o mais certo e melhor documentado, refere-se aos espinhos na testa. É o fato mais conhecido de sua biografia. Então eles falaram sobre isso suas irmãs em 1628: Empregando todos na oração, permaneceu mais voluntariamente e com grande gosto espiritual na contemplação da dolorosa Paixão do Senhor. Dessa afeição piedosa ela foi amplamente recompensada, porque, pregando uma Sexta-feira Santa em Cássia Bem-aventurado Tiago da Marcha da Ordem dos Menores, deixou-se guiar pelo seu fervor para refletir sobre as atrozes dores do Salvador com tanto sentimento que os ouvintes não medíocres inflamados foram deixados.

Mas Rita, movida mais do que ninguém, sentiu-se oprimido por um desejo veemente de participar de alguma forma nos tormentos de Cristo. Tendo-se retirado para a sua cela e prostrado aos pés de um crucifixo, que agora está preservado no oratório do mosteiro, Ele começou a implorar-lhe com lágrimas quentes para passar pelo menos uma pequena parte de suas tristezas. Imediatamente, por um milagre singular, um espinho da coroa de Cristo feriu sua testa a tal ponto que a consequente ferida foi impressa sobre ela, incurável, até à morte, como ainda hoje se pode ver no seu santo cadáver.
(Pequena história, p. 14; D. R. A. II, p. 262).

Na sala do convento, à direita da entrada, uma pintura foi encontrada que os comissários do processo descrevem: Uma efígie da serva de Deus Rita, vestida com o hábito monástico da ordem agostiniana, com um espinho ensanguentado na testa e uma luz brilhante na cabeça; Ore a Deus com as mãos postas com estas palavras: "O espinho é esperança de glória". Há uma inscrição no fundo: "Beata Rita de Cássia participou da vida da paixão de Cristo e sofreu um dos espinhos, brilhando por seus muitos milagres é cada vez mais gloriosa".
(D. R. A. I, 17 v.)

Santa Rita - CODEX MIRACULORUM (1457-1567)

é o código dos milagres, ou seja, uma coleção oficial de milagres de Santa Rita que é encontrado em alguns pergaminhos do convento homônimo. Inclui quatro edições. A primeira contém onze milagres de 1457, registrados pelo notário Domenico Angeli. O segundo recolhe vinte e um milagres entre 1487 e 1503, registrado pelos notários Pietro Angeli (catorze), Giovanni Amici (seis) e Gabriele Bartholomaei (um). O terceiro documento contém seis milagres; três antes de 1524, registrados pelo notário Giovanni Antonio Francisci; dois milagres de 1535, registrados pelo filho do anterior, Lucio Antonio; um milagre de 1549, registrado por dois notários: Lucio Antonio e Pompeo di Maltagliato.

O quarto artigo está relacionado aos 31 anos de 1563 a 1567 e diz respeito a dois milagres, notados pelo notário Antonio Grassus. Há duas cópias deste Codex Miraculorum, uma incluída nos procedimentos de 1626 e a outra no Arquivo da Ordem Agostiniana em Roma. No total, há 40 milagres, que se referem a curas de surdos-mudos, cegos, coxos e outras doenças. Muitos desses milagres ocorreram enquanto os doentes estavam ajoelhados diante do corpo de Rita.

Quando um milagre ocorreu, um perfume doce cresceu que aumentou a devoção, como dizem as testemunhas. O biógrafo Cavallucci, que escreveu a sua biografia em 1610, declara que ainda hoje, nos nossos tempos, quando você abre a caixa que contém o corpo de Rita, você sente uma fragrância doce. E cada vez que o Senhor concede uma graça por sua intercessão este perfume e esta fragrância aumentar. Continuando a observar o Codex Miraculorum, notamos que os protocolos dos três primeiros dossiês terminam com a fórmula: Et ego publicus imperiali autoritate notarius (e eu notário público para a autoridade imperial), seguida da assinatura do notário.

No início da primeira edição, o notário Domenico Angeli realiza uma breve revisão da vida da santa, indicando o seu elevado estatuto social e afirmando que uma certa honestidade, irmã Rita, tendo passado quarenta anos como freira no claustro da igreja de Santa Maria Madalena em Cássia, Vivendo com caridade ao serviço de Deus, chegou ao fim dos seus dias como todo o ser humano. E Deus, em cujo serviço ela perseverou por esse tempo, querendo mostrar aos outros fiéis um modelo de vida para que, enquanto vivia servindo a Deus com jejum e oração, Assim, também eles viveram, fiéis cristãos, trabalhou admiravelmente muitos milagres e maravilhas com o seu poder e para os méritos dos abençoados. Acima de tudo, em 25 de maio de 1457
(texto latino in D. R. A., vol II, p. 52).

Santa Rita - Vive

Ela está sempre viva e intercede por nós com Deus na medida em que a invocamos com fé. Como outros santos, Ele ama-nos do céu e quer que vivamos uma vida de fé, amando Jesus de todo o coração. Santa Rita é um exemplo para nós. Através da sua vida ensina-nos a ser compassivos e misericordiosos para com os pobres, os doentes e os necessitados. Ele nos fala da necessidade de perdoar e nunca guardar rancor em nossos corações. O Santo ensina-nos a aceitar e a oferecer os nossos sofrimentos a Deus com amor e a fazer sempre a sua santa vontade. Rita sempre buscou a paz e a concórdia e assim devemos fazer, garantindo que em todos os lugares haja paz, harmonia, união e compreensão.

Santa Rita é chamada a santa do impossível, porque Deus fez através de sua intercessão milagres humanamente impossível. Ela amava seus filhos com o verdadeiro amor de mãe, mas ela amava a Deus ainda mais e preferia vê-los mortos no céu do que vivos, mas assassinos e vingadores. Ela era um modelo para os religiosos de todas as ordens, porque ela era capaz de oferecer-se como uma vítima para a salvação de seus irmãos. A sua maternidade espiritual continua a trabalhar, ajudando e intercedendo por todos aqueles que a invocam em todo o mundo. Rita é uma mulher exemplar: a santa do silêncio, do perdão, da paz, a advogada do impossível.
(Santa Rita ed. Villadiseriane)

Um convite especial

Se desejais alcançar a alegria e adquirir virtudes, ouvir o convite de Jesus: "O que você pedir com fé na oração, você terá" (Mt 18,20). Na verdade, sem oração, nenhum caminho espiritual é possível, nem podemos seguir os passos de Jesus, nosso Salvador.

Se você quiser responder ao convite, ou simplesmente orar de sua casa, clique aqui e você vai encontrar um grupo de oração extraordinária. Assim, podereis unir-vos espiritualmente a tantos irmãos espalhados pelos continentes, e a vossa vida mudará.

Se você deseja receber o livreto de oração preencha o formulário e você vai recebê-lo em seu endereço sem incorrer em qualquer despesa.

Você pode visitar o grupo de oração depois de ler e meditar nas seguintes páginas interessantes.