VI Volume

Como encontrar o amor de Deus

Como encontrar o amor de Deus

O despertar da alma.

A perspectiva de conquistar a eternidade nos faz tentar ganhar o grande prêmio da felicidade infinita.

Os incrédulos que não encontraram Deus e vivem sem buscá-lo são infelizes.

Blaise Pascal

Comentário de José

Para orar e viver a vida cristã, o espírito e a prática da penitência são essenciais: não há um verdadeiro cristão que pode evitá-lo. O arrependimento começa com a consciência do pecado, o arrependimento é desenvolvido, inspirado nas decisões da vida, se expressa na confissão e na restauração da personalidade distorcida e na caridade oculta pelo pecado. É completado no sacramento da Reconciliação com Deus e com a comunidade dos homens. Continua com uma constante atenção renovada e vigilância constante na fé, esperança e caridade, na justiça, na fortaleza contra a tentação, coloca as tendências e instintos a serviço da bondade.

A penitência, no entanto, na mente e na nossa cultura não é muito comum. Até mesmo os grupos de movimento e oração parecem ignorá-la. Meditemos sobre a vida de Jesus, que com Sua vitória foi capaz de vencer o pecado por sua paixão voluntária.

A mesma confissão sacramental é vazia, ou pelo menos não é acompanhada e seguida pela sensibilização da consciência e pela prática da penitência diária.

Como responder ao amor de Deus. O despertar da alma, que sugere muitas questões que têm a ver com a penitência cristã. Apresenta a ligação entre a riqueza, a espiritualidade e a vida moral. Ajuda a diminuir a brecha que, lamentavelmente, aumentou entre a reconciliação e a virtude da penitência.

É crucial para a vida do conhecimento, se a alma é mortal ou imortal, se há uma outra vida após a morte, se existe um Deus que nos acolhe e nos julga. Devemos renovar a relação com O Todo-Poderoso e com os outros, para regenerar essa energia capaz de sacudir a consciência, para despertar o entusiasmo e o amor. Em suma, tem que restabelecer o diálogo da alma com Deus.

Cada coração sente a necessidade da beleza e do sublime, porque tem na memória o Paraíso Perdido, guardado no mais profundo da alma. Todo homem quer tirar um pedaço de céu e viver nesta terra a felicidade que lá reina, em nosso coração.

Ao ler este livro, minha alma é iluminada por Deus, o coração se transformou em sua chama, a leitura espiritual, a oração, a meditação, me levam à luz.

Temas do Mosteiro