Penitência

#

Contrição

O Salvador, de fato, quer o nosso arrependimento para conceder a graça que permanecerá em nós somente se nós nos libertarmo-nos da escravidão do pecado.

La Penitência

Deus não pode ser ofendido pelo pecado, caso contrário, se não há atos de contrição e humilhação, não estaremos a altura de sua misericórdia e o castigo resultante será merecido. Você pode, portanto, resumir da seguinte forma: "Se fizer seus pedidos com um coração contrito, serás salvo".

Esta escrita no Salmo: "Se violarem os meus estatutos e não guardarem os meus mandamentos, vou puni-los com a vara, e o seu pecado com flagelos de culpa, mas a minha unção não será perdida". Deus promete misericórdia, mas sua piedade é condicionada pela maldade. Jesus agrega homens que caem no erro ou perecem com alguma carne circuncisada.

Esta em particular é inocente e não permitir que o senhor se torne o guia do culpado, assim feito garante o desejo de não submeter-se a sua vontade. O Diabo é a ignorância do pervertido que sem capacidade de arrebanhar e pressentir armadilhas de qualquer tipo enreda a iniquidade. Sim, é o olho da cortesã que padece, são nossos olhos que tendenciosos enlaçam a derrocada. Assim, lemos: "Cada um é pego com os laços do seu pecado".

É necessário para o exercício da penitência o zelo e a presteza para evitar que se cite a parábola evangélica: "Um homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, o dono procurando o fruto, não encontrou nenhum. Então o produtor aparece fala que há três anos vem procurar fruto nesta árvore, não encontrar nenhum. Pede para corta-la. Por que deveria esgotar o solo?" Assim sendo "Mestre, deixa-a este ano, enquanto eu cavo em seu redor e colocarei o fertilizante. Assim Vamos ver se vão dar frutos no próximo ano, se não, poderá corta-la".

Confessemos, para que o Senhor retire os pecados. Com seu poder tirará os espinhos, a colheita sustento dos frutos; que agora morto para está sempre. Nós seguiremos os seus passos convencidos da ceara da terra prometida dos seus frutos eternos. Neste contexto, o Apóstolo ensina: "Quando injuriados, bendizemos; perseguidos, suportamos; quando caluniados, oramos." Esta é a maneira de amar e espalhar sementes espirituais. Este é o caminho para exterminar o pecado e, portanto, fornecer muitos frutos espirituais.

Devemos exercitar a penitência e não só levar culpa e pranto, mas cobrir as infâmias do passado evitando a acusação do profeta Jeremias. Ele não ignora o medicamento honroso da penitência sua atuação e clamor em favor de Jerusalém. Aqui estão suas palavras para uma cidade que faz penitência: "Eu chorei durante a noite, as lágrimas banharam a minha face; Não há consolo entre todos os seus amantes nas estradas de Sião que está de luto". Ele continua: "Por estas coisas choro... Meus olhos estão embaçados em lágrimas, porque enfrentei quem está longe de mim".

"Os anciãos da filha de Sião estão prostrados em silêncio, cingidos de saco e cinzas em suas cabeças, já concedeu terra virginal à eleita em Jerusalém. Meus olhos estão cansados de lágrimas... minhas entranhas duras... para a minha glória, está o firmamento na terra".

David, em pranto, obtém a divina Misericórdia em favor de seu povo tangido de morte. Quando ele foi convidado a escolher entre três coisas, ele preferiu o que permitia o mérito da misericórdia do Senhor. És Tu Sião a vergonha de meus prantos. Davi ordenou então até mesmo os profetas a cair em prantos para o bem geral. "Ezequiel foi orientado a clamar sobre Jerusalém e recebeu a sabedoria em cujo início está escrito".

Lamento cânticos, e desordem. "Dois temas tristes e um desagradável. Quem, de fato, em prantos lamentou nesta terra, que será salva na vida futura. "O coração dos sábios na morada dos mortos, o coração dos tolos na casa da desordem".

"O Apóstolo Mateus escreve: "Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque haveis de sorrir" Por isso lamentem enquanto há tempo, porque não é assegurada a felicidade eterna". Temor ao Senhor, pedidos de piedade votos de confissão. Corrigidos os nossos erros, na redoma de faltas, não nos persigam os inimigos deste modo. "Oh querida alma, o bom homem perece na terra, não há entre vós um disposto a retomar o caminho". Porque a há vergonha de confessar os seus pecados perante o Senhor? Ele diz: "Confesse a sua culpa detestável para se justificar". Nos olhos daqueles que ainda estão em pecado, ele indica o prêmio da justificação. Na verdade, aqueles que voluntariamente admitem a culpa são justificados. "O direito no seu prefácio está seu próprio discurso.

O Senhor sabe tudo, quer, no entanto, ouvir a sua voz, não para punir, mas para perdoar-lhe. Cura-se, portanto, com seu médico e lava sua ferida, Vai estás curado. Curve-se, na verdade, entoe um cântico novo. Purifica suas cicatrizes banhadas de lágrimas. Diz o evangelho, você está liberto de seus pecados por lavar com suas lágrimas os pés de Jesus.

A Penitência é, portanto, uma solução altamente eficaz que muda a atitude de Deus. O Senhor na oração exige fé, reafirma em sua presença súplicas em sua honra. Estas são as atitudes certas para obter o céu na sua Misericórdia. Valei-me, ó Jesus, eu quero receber graças e lavar os pés sujos, enquanto arde esta chama dentro de mim. Oh, eu podia permitir-me e limpar esta sujeira que criei no mundo. Onde encontrar este manancial de água viva como lavar-me?.

Eu não tenho a água, mas todas as lágrimas, Oh, se eu pudesse através dela me purificar! "Como fazer, o que me diz: "Os teus pecados estão perdoados, porque muito amou"? Terei que ficar longe do pecado e abrir o coração ao seu amor.

Pode interessar