Verdade

Credere

Virtude

- Caridade

Quais são as verdades propostas pela crença cristã, onde podemos encontrá-los? Quem me dá a autorização e quem garante? Todas as verdades estão contidas na revelação feita por Jesus Cristo.

AS FONTES DA FÉ

Mas aonde é possível encontrar aquilo que Jesus ensinou? Se acha nas palavras escritas no Evangelho por aqueles que Ele escolheu, como discípulos, aos quais deixou em testamento o Seu ensinamento com a missão de propaga-lo.

"Aquele que nós vimos com nossos próprios olhos, Aquele que nós contemplamos e que as nossas mãos tocaram, isto é, o Verbo da vida... Aquele que temos visto e escutado o anunciamos à vós, para que também vós tenhais comunhão connosco. A nossa comunhão é com o Pai e seu filho Jesus Cristo. Nós escrevemos essas coisas para que a nossa joia seja plena.(1 João 1-1,4). Também desse testemunho estamos certos que a doutrina apostólica é a doutrina de Cristo.

O Desenvolvimento Da Fé

Nesse tempo assim caótico, também no campo religioso católico, existem alguns teólogos que gostariam de impor, através a teologia, o próprio juízo sobre o significado da palavra divina, do seu unívoco significado e a sua autoridade. Esses pretendem assumir uma posição de mestres da fé, que a eles não compete.

Sem a fé não podemos agradar a Deus, para ser gratos a Ele é necessário aderir à sua palavra e para assim faze-lo é necessário ter fé. Toda a vida do cristão se deve apoiar na fé. São Paulo afirma: "... de fato, a justiça de Deus se revela pela fé, segundo quanto foi escrito: o justo viverá por força da fé".
(Rm 1,17).

Muitas vezes o Senhor ensinou o liame. Existente entre a fé e a salvação, entre a fé e a vida eterna, nos dizendo". Quem crê no Filho terá a vida eterna, quem desobedecer ao Filho não terá a vida, mas a ira de Deus é sobre ele".
(João 3,36).

Jesus, no Evangelho, exige o ato de fé com confiança absoluta Nele. Cumpre milagres por causa da fé, como por exemplo a cura do cego de nascença, na ressurreição da filha de Jairo e ainda na cura do servo do centurião romano, e muitos outros. O convite de Jesus é dirigido também a nós, nos dizendo: "Convertei-vos e crede no Evangelho".
(Mc 1,15).

Ainda hoje Jesus caminha pelas nossas estradas e nos coloca diante de uma escolha decisiva. É Jesus que nos dirige o seu convite à nossa consciência: "Siga-me" se trata de escolher, se trata de uma escolha existencial.

A fé nos revela uma verdade e nos rende livres. A fé opera uma revolta de valores, em si está incluída a revolução trazida por Jesus no mundo, aquela realidade autentica que nos permite ter relacionamento com o absoluto e nos permite de obter o critério do nosso agir.

Se Jesus, agora, te dirigisse a mesma pergunta que fez ao cego de nascença: "Você crê no Filho do Homem"? (Gv. 9.35) o que você responderia? "Sim, eu creio!" Com esse "sim" simplesmente declaras a tua fé Nele e a tua disponibilidade de fazer o que Ele pede. Entretanto, se você tem na tua conduta uma incerteza, fraqueza, dúvida ou traição significa que a fé, que pensas de ter, não é aquela que deve ser. Escreve São Tiago: "... Assim também a fé, se não for seguida de obras está morta em si mesma".
(Tiago 2,17).

Para vencer qualquer incerteza ocorre saber decidir entre a sabedoria do mundo e a sabedoria da fé, entre a sabedoria dos homens e a sabedoria de Deus. Deus se fará encontrar por aqueles que o procuram, senão não teria dito: "Em verdade, em verdade vos digo: pedis e recebereis, procurai e encontrareis, batei e porta vos será aberta".
(Mt 7,7)

Pode interessar