Sedutor

#

Tormento do homem

O Evangelho nos descreve como o diabo consegue desestabilizar a vida do homem.

Diz São Lucas do endemoninhado de Gerasa: "Um homem dessa cidade possuído por muito tempo da demónios não levava roupas, não habitava em casa mas nos túmulos.

Como o Diabo atormenta o homem

Como viu Jesus deu um grande grito e se jogou aos seus pés e disse: O que há entre eu e voce, filho de Deus? San Marco coloca outros particulares: "Ninguém o podia segurar, muita vezes foi ammarado com correntes mas ele as quebrava. Ninguém conseguia domá-lo e continuamente, de noite e de dia, ficava nos tumulos e sobre os montes gritando e batendose com pedras."

Jesus desce do monte da transfiguração, se acha defronte a um pai que diz: "Mestre, te conduzi até aqui mio filho que tem em si um demónio mudo e quando toma conta dele é jogado por terra, faz espuma, mexe os dentes, fico paralisado. Jesus pede: desde quanto tempo acontece isto? Ele responde: desde a infância. O espírito ora o joga ora no fogo o ora na água para matá-lo

Em Mateus: apenas saídos de lá, falavam da sua fama porque tinha sarado dois cegos. Logo que sairam apresentaram-lhe um homem mudo, endemoninhado e afastado o demónio, o mudo começou a falar.

Um outro exemplo. Quando 172 discípulos retornaram-Lhe dizem: "Senhor, até os demónios obedecem-te no teu nome". Ele respondeu: "Eu vejo Satanás cair do céu como um fulgor."

Nesses episódios o Evangelho nos apresenta fatos de pessoas atormentada, perseguidas pelo demónio e o tormento do demónio chega a tirar do homem as suas faculdades mentais, intelectuais e racionais, porque Satanás não pode destruir o espírito do homem, porque depende da vontade de Deus.

A descrição assim particular dessa gente que faz perder por Satanás o equilíbrio psico-físico, é um testemunho da presença do demónio que encontramos no nosso caminho. O demónio fica raivoso com nós quanto percebe que, não obstante os seus ataques, não nos afastamos da quem temos por sustento da nossa vida.

O Senhor colocou-te defronte fogo e água, a vida e a morte. Depende de você estender a mão para aquilo que você quer. (Ecclesiastes). Jesus é o vencedor, aquele que vence Satanás, porque o revela, o descobre e ele não se pode esconder. Jesus ensina aos homens como afrontar Satanás e nos faz ver em todos os aspectos. Devemos somente entrar acolher e entrar nas palavras de Jesus para ser guia para nos afastar dessa ação que nos devasta.

Devemos ter um coração capaz de filtrar profundamente aquilo que vem de dentro. Jesus disse: "No há nada do exterior que possa render impuro o homem, mas o que sai do coração é o que o rende impuro" Eis aonde joga Satanás, porque se nos quer destruir isto passa do nosso coração.

Nós diz São João: "A face de Deus é amor, um amor que é união e comunhão. Eis porque Deus convida a humanidade a ser uma coisa só.

Deus necessita da comunião entre os homens porque a comunhão dá testemunho de sua verdadeira face, que é o Amor. Nós diz Jesus: "por isso vocês reconhecerão que sois meus discípulos, se vocês se amam uns com outros como eu vos amei". Cristo leva ao complemento dessa verdade divina, de um Deus que por manifestar-se, diz: " Se vocês estiverem em comunhão me renderão presente " e pois, ainda, "aonde estão reunidos dois ou mais em meu nome eu estou no meio deles"Jesus liga o testemunho da sua presença à comunhão como se dissesse: "Eu, depois, não poderei ser visto do mundo, porque serei ressuscitado, mas como fará a gente a me ver? Para me ver e crer em mim o mundo deverá ver a comunião dos credentes, porque está nessa união che se dá o testemunho da minha presença, para que o mundo creia que você me mandou e que eu estou".

Esse é o grande projeto de Deus, faz sim que os homens encontrem aquele ponto comum que os faz uma coisa só, um ponto comum que é o ato de reconhecimento de Deus. Se você quer se aproximar a Deus e deseja viver seriamente segundo Deus e servi-lo, Deus toma-te e faz-te capaz de construir o seu povo.

O diabo, ao contrario, tem um outro projeto que é aquele de destruir o que pode portar o homem ao perfeito conhecimento de Deus e para esse fim ataca Jesus, cuja presença para ele é perigosa. O diabo sabe bem que não pode mais bater Jesus, mas ele continua a agir no mundo procurando fazer que o homem não se aproxime de Jesus, porque se o homem se aproxima de Jesus, entra na verdade e portanto o diabo perde a luta.

Como faz Satanás a nos convencer que não é necessária a presença de Jesus ? Para nos fazer convencidos que podemos discernir do que é justo excluindo o relacionamento direto com Deus nos contaminando com ideologias do mundo e com a má interpretação das leis de Deus, que levam ao pecado, à injustiça e à imoralidade. O demônio não te diz de não ter fé ou não seguir as leis de Deus, mas empurra para segui-las de maneira superficial nos fazendo agir de forma essencialmente pessoal.

Podemos estar tranquilos ao seguir os preceitos da Igreja. Podemos estar tranquilos quando vamos à missa todos os domingos, mas o diabo nos instiga, agindo, assim, a não perdoar. Essa é a astúcia do demônio que nos faz interpretar a moral segundo um conceito humano, ma certamente não é aquilo que Deus quer de nós.

Pode interessar