Sacrilegio

Fidelis Dei - Universo cattolico
Sacrilegio Eucaristico
Sites a visitar
Mosteiro invisível
Grupo de Oração e Intercessão.
Virgem Maria
Uma chamada Irresistível.
São José
A grande Patriarca.
São Bento
Contra doenças e maldições
Inferno
A terrível realidade.
Purgatório
Irmãos que estendem a mão.
Paradíso
Viver no Céu.
Amor e Paixão
A Paixão de Jesus Cristo.
Meditações
O respiro da alma.
Os Anjos
Seres que ardem de amor.
Santuário de Oropa
O coração de Maria
O Pecado
Não só transgressão.
Viagem interior
Um caminho na psiche.
Aparições marianas
Maria segue a humanidade.
Decálogo
Os dez comandamentos.
  italiano español português english Precedente  

"Eu sou o pão da vida. Os vossos pais comeram a mana do deserto e morreram. Este é o pão que desce do céu, a fim de que quem o comer não morrerà" (Gv 6:48).

Milagres Eucaristicos acontecidos em consequencia de atos de vandalismo: ostias roubadas e fritas no olio, ostias arranhadas com uma ponta afiada, perfurada com a faca e jogadas no fogo, polverizadas, se são transformadas em carne, sanguinaram e ficaram flutuando no ar. Deus quis através do prodigio testemunhar que a OSTIA consagrada é realmente "O pão da vida".

Deus não desiste nem diante da maldade do homem com os seus vandalismo e até o fim quer tentar o impossivel para capturar os nossos corações e dirigi-lo à estrada do bem ou seja, em direção à nossa felicidade.


Miracolo Eucaristico de Trani

A Trani, em Puglia, Italia ainda hoje está custodiada na Catedral intulada a Maria SS.ma Assunta a Reliquia deste Milagre Eucaristico que aconteceu por volta do ano 1000.
Uma mulher de religião não cristã, incrédula à verdade do Dogma Catolico da presença real de Jesus na Eucarestia, ajudada por uma amiga, fingindo-se cristã tomou a comunhão com as outras durante a celebração de uma Santa Missa, recebeu a particula na boca e depois a colocou no lenço e assim conseguiu roubar a Ostia consagrada.
Voltando a casa, a mulher quase desafiando Deus, quis experimentar se fosse somente pão, colocou a Particula consagrada dentro de uma frigideira com oleo para frità-la, em contacto com o oleo fervendo a Ostia se transformou em carne sanguinolenta que espirrou uma grande quantidade de sangue, como uma emorragia e o sangue caiu no chão daquela maldita residencia até sair pela porta de casa.
A mulher terrorizada começou a gritar, as vizinhas correram logo para ver qual fosse o motivo do grande choro.
O frei Bartolomeo Campi (1625) descrive rigorosamente como aconteceram os fatos e muitos outros documentos que descrevem o Prodigio, entre alguns monogramas eucaristicos reproduzidos nas antigas ruas da cidade.
O Bispo foi logo informado do acontecido e ordenou de levar com reverencia a Particula na Igreja. O proprio abate cistercense Ferdinando Ughelli (1670), escrevia: "A Trani se venera uma sagrada Ostia, frita por desprezo à nossa fé na qual, revelado o pão azimo, apareceu a verdadeira Carne e o verdadeiro Sangue de Cristo, que caiu até o chão".
Uma confirmação indireta ao Milagre a encontramos também em uma afirmação de S. Pio da Pietrelcina que exclamou: "Trani é abençoada porque o Sangue de Cristo molhou a sua terra".
Em 1706 a casa da mulher foi transformada em capela graças à generosa oferta do nobre Ottaviano Campitelli. A Reliquia da Ostia foi colocada em 1616 dentro a um antigo reliquiario de prata doado por Fabrizio de Cunio. Nesta Santa Reliquia foram feitos muitos controles e verificações em diversas épocas, a ultima em 1924, em ocasião do Congresso Eucaristico interdiocesano feita por Monsenhor Giuseppe Maria Leo.


Milagre Eucaristico de Pozman - Polonia 13

Em 1399, na cidade de Poznan, uma mulher atraida por uma grande ricompensa roubou da Igreja dos Dominicanos tres ostias consagradas para entregar a pessoas contrarias à fé cristã. Assim que eles receberam as Ostias, as colocaram sobre a mesa e com um objeto ponteagudo tentaram de perfurà-la. De repente as Particulas começaram a sanguinar, uma moça do grupo que estava muito perto recebeu o sangue que molhou o seu rosto. A moça que não via, imediatamente lhe voltou a vista. A tal Prodigio, os sacrílegos em panico tentaram de todos os modos de distruir as Ostias consagradas mas não conseguiram e então as levaram fora da cidade e as jogaram no pantano perto do rio Warta. Mais tarde um rapaz que passava por ali viu com maravilha tres Ostias suspendidas e luminosissimas no ar, contou do prodigio às autoridades locais. No inicio não lhe deram atenção pensando que fosse um impostor e lhe ordenaram a cadeia, mas quando o jovem se representou em quanto tinha conseguido livrar-se misteriosamente, as autoridades foram com o jovem no local do Prodigio.
Nesse meio tempo muita gente se reuniu para ver as tres Ostias luminosas e suspendidas no ar, somente o Bispo Wojciech Jastrzebiec depois de ferventes orações conseguiu fazer descer as Particulas no ostensorio que tinha entre as mãos e recuperá-las e em procissão solene foram levadas para a igreja de Santa Maria Madalena.
Em sinal de devoção o rei Wladyslaw Jagiello fez edificar uma Igreja dedicada ao Corpus Domini no local onde tinha acontecido o Prodigio. No século XIX, no lugar do velho palacio onde tinha sido profanada as Particulas, foi construido um Santuario onde ainda hoje está conservada a mesa com as manchas de Sangue que sairam das Ostias. Ainda hoje é passivel venerar as Particulas na igreja do Corpus Domini a Poznan.


Milagre Eucaristico de Paris - França 1290

Em 1290 um homem chamado Jonathas, que tinha odio à Fé Catolica e não acreditava na real presença de Cristo na Ostia consagrada, conseguiu obter, pagando, uma Particula consagrada. Vindo em possesso da Ostia, o homem a perfurou com uma faca e desta começou a sair Sangue que inondou o contenitor no qual tinha sido colocada. Em meio ao panico decidiu de jogá-la no fogo mas esta se levantou. Desesperado a jogou na agua fervendo e esta, improvisamente, voava no ar, pegando a forma de crucifixo. Enfim, sozinha, pousou no prato de uma paroquiana de Saint-Jean-en-Grève que a levou al seu paroco. Assim descrive o Bispo frances Mons. Rupp, que fala do Milagre Eucaristico de Paris nas paginas dedicadas ao Episcopado de Simon Matifas de Busay que teve a sede de Saint Denis de 1290 a 1304.
Por diversos séculos, ela permaneceu em um pequeno reliquiario na igreja de Saint-Jean, porém durante a Revolução não se soube mais onde foram parar.


Milagre Eucaristico de Offida

A Offida, na Igreja de Santo Agostinho se conservam as Reliquias do Milagre Eucaristico. Em 1273, em Lanciano, uma mulher chamada Ricciarella, para reconquistar o afeto do marido Giacomo Stasio, a conselho de uma maga, tomou a comunhão para poder roubar uma Ostia consagrada. Voltando a casa a colocou no fogo sobre um recipiente de terracota com a intenção de polverizá-la e colocá-la depois na comida do marido mas a Particula se transformaou em carne sanguinante.
Ricciarella, terrorizada, cobre com uma toalha de linho o recipiente de terracota e a Ostia sanguinante e enterra tudo em um buraco na estala do marido. Estranhos eventos continuaram ao interno da estala: o jumento de Giacomo, cada vez que entrava, se ajoelhava em direção do local onde tinha sido enterrada a Ostia milagrosa, tanto de levar Giacomo a pensar que a mulher tivesse feito um maleficio ao animal. Sete anos depois Ricciarella, cheia de remorsos, confessou o seu horrivel sacrilegio ao prior do convento agostiniano de Lanciano, Giacomo Diotallevi, natio de Offida. Como contam os jornais mais antigos, a mulher em lagrimas começou a gritar ao sacerdote: "Eu matei Deus! Eu matei Deus!" O Sacerdote foi ao local e encontrou intacto as reliquias que foram depois doada aos habitantes da cidade.
Para conservar a Sagrada Ostia os "offidani" fizeram construir um reliquiario a forma de cruz. Como narra um antigo artigo, foram enviados Frei Michele e un noviço à joalheria em Veneza. Chegando là, se fizeram prometer do joalheiro com juramento de fidelidade que não teriam revelado a ninguém o que estava para ver e colocar dentro da cruz. Depois da promessa, o joalheiro fez que ia pegar o ostensorio com a Ostia Milagrosa, mas de repente lhe veio uma febre e exclamou: "Que coisa me trouxe, meu Frei? O religioso então lhe perguntou se estava em pecado mortal. Tendo o joalheiro respondido de sim, fez a sua confissão diante ao Frei e desaparecendo a febre, sem algum perigo pegou o ostensorio, extraiu a Ostia e a fechou junto com o sagrado lenho da mesma cruz, com sobre o cristal, come se pode claramente ver. Os reliquiarios do recipiente de terracota e da toalha manchada de sangue con a cruz onde contém a Ostia milagrosa estão expostas na Igreja de Santo Agostinho em Offida. A casa de Ricciarella em Lanciano foi transformada em uma pequena capela.
Numerosos são os documentos que descrevem o Prodigio, entre eles uma copia autentica de um pergaminho do século XIII: escrita pelo tabelião Giovanni Battista Doria em 1788. Existem também numerosas Bulas dos Papas como aquela de Bonifacio VIII (1295) e aquela de Sisto (1585).


Milagre Eucaristico de Mogoro

Em Mogoro no mes de Abril de 1606, Padre Salvatore Spiga, paroco da Igreja de S. Bernardino, estava celebrando a Missa e depois da consagração começou a distribuir a Comunhão aos fiéis. Ve chegar para tomar a comunhão dois homens, conhecidos por todos pela vida livre que conduziam. O Paroco dà a eles a Comunhão e assim que eles a receberam na boca, as cuspiram no chão. Os dois homens, se justificaram do acontecido dizendo que sentiram as Ostias fervendo como carvão ardente e estava queimando a lingua deles. Depois, arrependidos por não terem se confessado antes, escaparam. Padre Salvatore fez recolher as sagradas Ostias e ve que no chão (onde havia caido as Ostia, sobre uma pedra)tinham ficado marcadas, como esculpidas a forma das duas Particulas. Ordenou então de lavar cuidadosamente a pedra, esperando que pudessem ser canceladas, mas cada tentativo faliu miseravelmente. Numerosos historicos, entre os quais: Pietro Cossu e Casu, descreveram os acertamentos feitos pelo Bispo do tempo, Monsenhor Antonio Surredo e pelos seus sucessores.
O testemunho mais credivel que confirma o prodigio é o ato publico registrado pelo tabelião Pedro Antonio Escano o dia 25 maio 1686, com o qual o Reitor de Mogoro estipulou um contrato para a construção de um pequeno templo de lenho dourado sobre o altar maior, pequeno templo que na base deveria conter uma cavidade para acolher a "pedra do Milagre", a qual deveria ser conservada fechada dentro uma bela caixa e colocada em modo de poder ser vista pelos fiéis. A pedra apresenta ainda hoje as formas redondas das duas Ostias.
Para este prodigioso acontecimento e em reparação pelo ato de sacrilegio, a cada ano, o domingo successivo àquele de Pascoa, em Mogoro si faz uma solene procissão eucaristica.


Milagre Eucaristico Bettbrunn - Alemanha 1125

Em 1125 na aldeia de Bettbrunn um homem profondamente devoto do Santissimo Sacramento a causa do zelo, porque não conseguia ir a missa todas as vezes que desejava, como solução para poder adorar o Senhor, decidiu de roubar uma Ostia consagrada. O campones fez um furo sobre a extremidade superior da bengala que usava e escondeu a Ostia.
Quando os animais repousavam, o homem enfiava a bengala no terrano e se ajoelhava diante ao Santissimo per muitas horas. Por diverses meses o campones foi adiante assim até que um dia, distraidamente, lançou de impulso a bengala onde estava a Particula contra os animais que se eram afastados. A Ostia cai no chão e o homem, profondamente triste, se abaixa para recolhe-la. Cada tentativo de levantá-la do chão resultou inutil então ele foi chamar o paroco de Tholling. Também ao sacerdote foi impossivel recolhe-la e assim pediram ajuda ao Bispo de Regensburg, Hartwich, que logo se encaminhou ao lugar do Prodigio com todo o clero. Somente quando o Bispo prometeu de construir naquele lugar uma capela, a Ostia se deixou pegar. A construção da capela terminou em 1125 e a preciosa Reliquia foi conservada neste lugar até 1330, até quando um incendio não distruiu tudo. A capela foi reconstruida e no seu interno foi colocado uma das colunas que se era salvada no incendio.


Milagre Eucaristico de Ettiswil - Suiça 1447

Quarta-feira 23 maio 1447, Anna Vogtli que fazia parte de uma seita satanica, conseguiu roubar da igreja paroquial de Ettiswil o ostensorio que continha a Ostia Magna. Ela mesma, na confissão que fez à policia conta: "Depois de ter infiado a minha mão através da estreita grade de ferro me apropriei da Ostia magna, mas apenas superei o muro do cimitério, o SS. Sacramento começou a ficar tão pesado que fui incapaz de levá-lo além. Não podendo ir mais a frente, nem voltar, me desfiz da Ostia jogando-a em um arbusto, nas ortigas".
A Particula foi descoberta pela Senhora Margherita Schulmeister, guardiã de uma criação de porcos, que contou: "quando cheguei com os meus porcos perto do lugar onde tinha sido jogada o Santissimo Sacramento, os meus animais não quiseram mais caminhar. Foi então que pedi ajuda a dois homens que passavam a cavalo. Eles viram no meio do mato a Ostia roubada, dividida em sete particulas. Seis dessas formavam uma flor parecida a uma rosa e uma grande luz as rodeava. As seis particulas foram conservadas na Igreja de Ettiswil e foram objeto de grande veneração da parte dos habitantes da aldeia e dos turistas. E Deus através deste evento doou numerosas graças de cura.

  Santos e Bem-aventurados:
Santa Teresa de LisieuxSanta Rita de Cássia
Santa LuziaSanta Gemma Galgani
São Antônio GalvãoSanta Elisabeth
Para informaçõões:  monastery@tiscali.it Número de visitas do 10/12/2012:visite  
Milagres Eucarísticos - Todos os direitos reservados