Ostias roubadas

Fidelis Dei - Universo cattolico
Ostias roubadas
Sites a visitar
Mosteiro invisível
Grupo de Oração e Intercessão.
Virgem Maria
Uma chamada Irresistível.
São José
A grande Patriarca.
São Bento
Contra doenças e maldições
Inferno
A terrível realidade.
Purgatório
Irmãos que estendem a mão.
Paradíso
Viver no Céu.
Amor e Paixão
A Paixão de Jesus Cristo.
Meditações
O respiro da alma.
Os Anjos
Seres que ardem de amor.
Santuário de Oropa
O coração de Maria
O Pecado
Não só transgressão.
Viagem interior
Um caminho na psiche.
Aparições marianas
Maria segue a humanidade.
Decálogo
Os dez comandamentos.
  italiano español português english Precedente  

Agora a minha alma é turbada; o que devo dizer? Pai, salva-me desta hora? Mas por isso cheguei a esta hora! (Gv 12,27).

Os Milagres Eucaristicos são intervenções prodigiosas que teem o proposito de confirmar a fé na presença real do corpo e do sangue do Senhor na Eucaristia.

Para a Incarnação, Deus se abaixou até o homem, para a Eucaristia o homem se elevou até Deus.


Milagre Eucaristico de Turim - 1453

No dia 16 de Junho de 1453 aconteceu em Turim o Milagre do Santissimo Sacramento. Na Alta Val Susa, em Exilles, as tropas de Renato d’Angiò se combateram com os soldados do Duque Ludovico de Savoia. Aqui os soldados se abandonaram al saqueamento da cidade e alguns entraram na Igreja. Um deles forçou a portinha do tabernaculo e roubou o ostensorio com a Ostia consagrada. Enrolou tudo num saco e em um mulo se dirigiu à cidade de Turim. Chegando à praça Maior, na Igreja de S. Silvestro, agora igreja do Espirito Santo, no lugar onde depois foi erguida a igreja de Corpus Domini, o jumento tropeça e cai. Eis então que se abre o saco e o ostensorio com a Ostia consagrada elevar-se acima das casas com o estupor das pessoas. Entre os presentes estava também Don Bartolomeo Coccolo, o qual correu a dar a noticia ao Bispo, Lodovico dos marqueses de Romagnano. O Bispo acompanhado da um corteu do povo e do clero, foram na praça, se ajoelharam em adoração e rezaram com as palavras dos discipulos de Emaus: "Fica com nós, Senhor". Nesse meio tempo se era verificado um outro prodigio; o ostensorio tinha caido no chão, deixando livre e esplendente como um segundo sol a Ostia consagrada. O Bispo que tinha na mão um calice, o elevou em alto e lentamente a Ostia consagrada começou a descer, pousando-se dentro do calice. A devoção para o Milagre Eucaristico de 1453 foi logo aceita pela Cidade que prometeu a construção de uma banca de jornal no lugar do Prodigio, logo depois substituida pela Igreja dedicada ao Corpus Domini. Muitos são os documentos que descreve o Milagre: os mais antigos são os tres "Arti Capitolari de 1454, 1455 e 1456 e alguns escritos contemporaneos do Municipio de Turim. Em 1853 o Beato Papa Pio IX celebrou solenemente o quarto centenario do Milagre, cerimonia em que parteciparam também S. João Bosco e Don Rua. Pio IX nesta ocasião aprovou também o oficio e a Missa propria do Milagre para a Arquidiocese de Turim. Em 1928 Pio IX elevou a Igreja do Corpus Domini à dignidade de Basilica Menor.


Milagre Eucaristico de Siena - 1730

Em 14 de agosto de 1730, alguns ladrões conseguem entrar na Igreja de S. Francisco em Siena, oficiada pelos Menores Conventuais e roubam o ostensorio que continha 351 Particulas consagradas. Depois de tres dias, em 17 agosto, na caixa da esmola do Santuario de Santa Maria em Provenzano, no meio do po’, foram encontradas as 351 Ostias intactas. Todo o povo correu em procissão na igreja de S. Francisco.
Entre os documentos mais importantes que descrevem o Prodigio tem uma memoria escrita da um tal Macchi em 1730. O passar dos anos não causou algum sinal de alteração nas Particulas.Muitas vezes foram examinadas em todos os modos mas as conclusões foram sempre as mesmas: "As sagradas Particulas são ainda frescas, intactas, fisicamente incorruptas quimicamente e não apresentam algum principio de corrupção". Em 1914 o Papa S. Pio X autorizou um exame em que parteciparam numerosos professores de: bromatologia (ciencia que estuda as substancias alimentares do ponto de vista dos varios caracteres fisicos e da composição delas), da higiene, de quimica e de farmaceutica entre elas tinha também o Professor Siro Grimaldi.
A conclusão final do verbal afirmava: "As Santas Particulas de Siena são um classico exemplo da perfeita conservação de Particulas do pão azimo consagradas no ano 1730 e constituem um fenomeno singular, palpitante de atualidade que inverte as leis naturais da conservação da matéria organica, é estranho, é surpreendente, é anormal: as leis da natureza se são invertidas, o vidro si transformou em sede de mofo, o pão azimo foi invés mais refratario do cristal… E’ um fato unico consagrado nos anais da ciencia". Outras analises foram feitas em 1922, ao momento do transferimento das Particulas em um cilindro de quartzo hialino dito comumente cristal de rocha.
O milagre permanente das Santissimas Particulas está custodido na capela Piccolomini nos meses de verão e na capela Martinotti nos meses invernais.


Milagre Eucaristico de Onil – Espanha 1824

No dia 5 de novembro de 1824, Nicolas Bernabeu roubou na igreja de Onil o ostensorio que continha o Santissimo Sacramento e outros objetos. Quando o ladrão tentou de vender os objetos roubados em Alicante, o negoziante suspeitando dele, avisou às autoridades e o mesmo foi preso. Nesse meio tempo Nicolas Bernabeu se era já livrado dos objetos roubados escondendo-os em um campo de verdura na zona dita "a Pedrera". No dia 28 de novembro a Senhora Teresa Carbonell da cidade de Tibi que se encontrava a passar na zona dita "a Pedrera" encontrou o Ostensorio no meio do campo de verdura com ainda a Ostia intacta. Don Guillermo Hijarrubia, delegado do Arcebispo de Valencia, exatamente depois de 119 anos confirmou a autenticidade do Milagre, acertando a conservação incorrupta da Particula que estava no ostensorio roubado.
Ainda hoje apesar de ser trascorrido 182 anos do Prodigio se pode admirar na igreja paroquial de S. Giacomo Apostolo de Onil, a Ostia milagrosa que ficou intacta depois de quase dois séculos. A cada ano se celebra a Festa de Nosso Senhor "Robat" para comemorar o Prodigio Eucaristico e a descoberta da Ostia.


Milagre Eucaristico de Volterra - 1472

Em 1472, durante a guerra entre Volterra e Firenze, um soldado fiorentino, entrado na Catedral de Volterra, do tabernaculo roubou o ostensorio de avorio que continha numerosas Ostias consagradas e numerosos objetos sagrados. Assim que sai da igreja, sentindo um odio fortissimo por Jesus Eucaristia, joga o ostensorio com o seu precioso conteudo contra uma das paredes externas da igreja e desta sai todas as Ostias consagradas que, como seguradas por uma mão invisivel, se elevam milagrosamente no vazio todas radiantes de luz e permacem sospesa por muito tempo. O soldado cai no chão pelo medo e arrependido começou a chorar. Numerosos foram os testemunhos que assistiram ao Prodigio. Entre os testemunhos mais importantes que descreveram o Prodigio, hoje conservada nos arguivo da igreja de S. Francisco e alguns atos municipais custodidos na biblioteca de Volterra está a relação escrita do Frei Biagio Lisci que foi direto testemunho.


Milagre Eucaristico de Marseille-en-Beauvais – França 1533

No ano de 1532 alguns ladrões roubaram na Igreja paroquial de Marseille em Beauvais o precioso ostensorio de prata que continha as Ostias consagradas. As Ostias foram abandonadas na rua principal e escondidas debaixo de uma grande pedra. O senhor Jean Moucque que percorria aquela rua apesar da forte tempestade de neve, a sua atenção veio cair em uma grande pedra pousada sobre a calçada que estranhamente não era coberta de neve. A levantou e para a sua grande maravilha encontrou as Ostias completamente íntegras. Avisou imediatamente o paroco, Don Prothais, che acompanhado da numerosos fiéis, levaram novamente para a paroquia as Santas Particulas. No lugar onde foram encontrada as Ostias foi colocada uma cruz e em seguida construida uma capela para facilitar a vinda dos muitos fiéis devotos, a Chapel des Saintes Hosties.
Aqui o Senhor operou muitas curas; clamorosa foi a cura do sacerdote Jaques Sauvage, que era paralitico, tinha perdido também o uso da voz, foi curado completamente, ou aquela do Senhor d’Autreche, nascido cego, que readquiriu a vista. Em 1561 o Bispo-Conte de Beauvais, Odet de Coligny, passou à religião calvinista e se casou com Elisabete de Hauteville. Antes de retirar-se ordenou de consumir as Santas Ostias milagrosas preservadas.


Milagre Eucaristico de Herentals – Bélgica 1412

Langerstede, que vivia roubando objetos sagrados das igrejas que depois revendia pela Europa, foi à aldeia de Poederlee, entrou na igreja paroquial e roubou o calice e o ostensorio que continha cinco Particulas consagradas. Quando voltava a Herentals onde vivia em um hotel, na zona conhecida com o nome de "De Hegge", se sentiu ser parado por uma misteriosa força que lhe impedia de continuar o caminho. Escondeu então as Ostias em um campo, em um grande esconderijo de coelhos e depois voltou tranquilamente a Herentals. Jan foi condenado à forca pelo juiz Gilbert De Pape, em quanto a policia vasculhando as suas malas tinha encontrado os objetos roubados, todavia antes de morrer o condenado indicou onde tinha escondido as Ostias consagradas. Então o juiz suspendeu o enforcamento e ordenou a Jan de retornar no lugar do acontecido para verificar a autenticidade da confissão. Uma multidão os seguiram e com surpresa assim que chegaram no campo viram as Ostias todas radiantes intactas, apesar do clima. Foram logo levadas em procissão, em parte a herentals e em parte a Poederlee, onde ficaram até o século XVI. No dia 2 de janeiro de 1442, o Milagre foi declarado autentico pelo magistrato de Herentals e no lugar onde foi encontrada as Ostias foi edificado uma pequena Capela. A filha de Giovanni de Lussemburgo, Elisabetta Van Gorlitz, financiou o ampliamento da Capela que em seguida foi transformada em Santuario.


Milagre Eucaristico de Cracovia – Polonia, 1345

No ano de 1345, o rei da Polonia da época, Casimiro III o Grande, deu ordem de construir uma igreja a qual deu o nome de Corpus Domini, em honra de um Milagre Eucaristico que se verificou no mesmo ano nas roças de Wawel perto de Cracovia.
Em uma igreja pouco longe de Cracovia, alguns ladrões depois de terem forçado o tabernaculo, roubaram o ostensorio que continha algumas Ostias consagradas. Mais tarde se deram conta que o ostensorio não era de ouro verdadeiro e assim a jogaram num pantano nos arredores de Wawel cheia de lixo e lama. Instantaneamente luzes saiam da lama que duraram por diversos dias.
O Bispo de Cracovia perplexo pelo fenomeno decretou tres dias di orações e jejum. Ao terceiro dia foi no pantano luminoso acompanhado em procissão da todas as pessoas da aldeia. Muitos começaram a vasculhar no pantano para descobrir a origem de tal Prodigio. Um homem recuperou o ostensorio com dentro as Ostias que emanavam aquela luz cegante e a lama não havia tocado as Ostias consagradas que incrivelmente eram imaculadas.
Na Igreja do Corpus Domini em Cracovia são ainda visiveis os quadros que descrevem o Prodigio e os documentos e os testemunhos do tempo. Ainda hoje, em ocasião da festa do Corpus Domini, a cada ano se recorda o Milagre na Igreja do Corpus Domini em Cracovia.

  Santos e Bem-aventurados:
Santa Teresa de LisieuxSanta Rita de Cássia
Santa LuziaSanta Gemma Galgani
São Antônio GalvãoSanta Elisabeth
Para informaçõões:  monastery@tiscali.it Número de visitas do 10/12/2012:visite  
Milagres Eucarísticos - Todos os direitos reservados