Oração e féOração e fé
Sites a visitar
Grupo de oração
Oração e intercessão.
Virgem Maria
Um convite Irresistível.
São José
A grande Patriarca.
São Bento
Contra doenças e maldições
Inferno
A terrível realidade.
Purgatório
Irmãos que estendem a mão.
Paradíso
Viver no Céu.
Amor e Paixão
A Paixão de Cristo
Meditações
A respiração da alma.
Os Anjos
Seres que ardem de amor.
Santuário de Oropa
O coração de Maria
O Pecado
Não é só a transgressão.
Milagres Eucarísticos
As Ostias se transformam em carne.
Aparições marianas
Maria segue a humanidade.
  español english italiano português Anterior    

A oraçao e a fé:
"Únicos motores" para nos acordar

Sábado 29
Tomar posse do próprio tempo é o tema tratado neste dia na conversa telefônica com o meu mestre... Para não cair escrava de um esquema fixo da minha mente, devo desconfiar de alguns meus pensamentos que se radicaram no tempo, fruto do meu contexto familiar e social: todos, cada um de nós "é vitima"!
...Neste sentido, então, se insere o confronto com os outros, não para depender o descarregar tudo encima deles com a renúncia a agir em primeira pessoa, a assumir as minhas responsabilidades... mas para controlar aquilo que estou fazendo, para deduzir se seja útil para mim ou não ACOLHER o conselho para enriquecer as minhas estratégias de caminho ou COLOCAR DE LADO porque parece mais idôneo o meu método!... De tal modo os outros serão nao tanto um ponto de referimento para depender deles mas un "input" que o Senhor me coloca perto para trabalhar em um espírito de colaboração para encontrar a ALEGRIA

Quando o meu mestre me faz "dom imenso" e me sinto profondamente indigna, destas revelações da Alma, experimento um forte senso de liberação... Venho imediatamente "jogada" na propectiva de MERGULHAR na VIDA, de dizer a mim mesma: "mas, então Angela, não vale a pena de viver, pelo menos para poder fazer os outros partecipantes? Para dizer, gritar a quem não sabe que tudo, é somente ligado ao nostro pensamento, àquilo que a nossa mente nos impõe e de que o nosso físico as vezes é escravo??? Eu, repito, não sou digna de tudo isto: davante alla Potência e à Imensa Verdade que provêem das palavras do meu mestre me sinto infinitamente pequena e gostaria de fugir pela vergonha, mas me segura o fato que ao mesmo tempo me sinto "repleta" de uma "queimação" que não consigo explicar... e que sou certa, porém, me inunda porque nestes momentos são a Potência e a Verdade do Altíssimo que me invadem!!! A mesma força me coenvolve quando estou imersa na leitura do livro "Uma olhada sobre a Alma" e também de "Abrirei uma estrada no deserto", livro sempre do mesmo autor e que a poucos dias senti a exigência de iniciar a descobrir...

Sexta-feira 4
... Hoje finalmente pude falar com o meu mestre e devo dizer que havia um forte desejo visto que era já passada uma semana de quando nos havíamos falado a última vez. Também nesta longa conversação recebi mais "graças" daquilo que acreditava fosse possível. Agora ultimamente acontece assim... e a minha alma faz sempre mais Bem porque se sente "compreendida" e lhe vem oferecido mais daquilo que "ousa" pedir ou desejar..
... Sucessivamente digo ao meu guia a dúvida que nasceu em mim a alguns dias atrás e lhe explico o motivo: sentindo crescer em mim o desejo de Deus e de fazer a Sua vontade, sinto também paralelamente de esforçar-me sempre mais a passar isto aos outros e então de ser transparente, espontanea, genuína... sinto finalmente a ALEGRIA de ser retornada à casa do Pai e creio que isto faça aparecer inevitavelmente também os lados positivos do meu caráter, do qual porém não quero sentir-me orgulhosa! ...A seguir começarei a contar as minhas impressões sobre o livro dos irmãos Guelpa que iniciei a ler: "Abrirei uma estrada no deserto" ... O meu mestre me explica que... "quando Enrico Guelpa tem as visões do Pai, a pureza e o candor dos seus hábitos são indescrivíveis... Nao existe nada que corresponda sobre a terra quais um lirio ou a lua que podem ser iguais ao branco que elas emetem! O sentir-se – verme – diante a tanto esplendor é uma palavra de – luxo - ... Não se sabe o que dizer e vem somente a vontade de escapar! ... Não é um branco da vista, mas um branco de sensação, da Alma... As visões são, visões da Alma e àquelas humanas se sobrepõe aos OLHOS DA ALMA!" ...
... "Tal volume II da trilogia – Sulle orme del maestro (atrás das pegadas do mestre) – tem a REVELAÇÃO DE DEUS, daquilo que Ele è; è um acordar sobre o que é a liturgia da Igreja"...
A mim pessoalmente este volume agrada mais que o volume III "Uno sguardo sull’Anima"… A forma direta que o caracteriza me coenvolve em primeira pessoa, come se os olhos daquela Alma que observa a Verdade fossem ao mesmo tempo os meus… ou como eu desejasse estar no seu lugar… As reações da Alma de que teem as visões são as mesmas sentidas pela a Alma do leitor...
O desejo de ler este livro todo de uma vez é muito forte, mas são intensos seja o coenvolvimento que as emoções provadas pela Alma: é necessário então "metabolizar" o impacto não indiferente; por isso me basta a leitura de não mais de 3 ou 4 trechos para ter "material" a suficiência para refletir e meditar no profundo!
... Ao meu mestre confesso também que com o progredir da oração ao Senhor em encostar-me a certas linguagens de louvor ou de súplica ao Sagrado Coração de Jesus experimento uma pontada forte por certas minhas faltas de recente passado e não somente... Não tanto porque eu não seja perdoada em relação a isto, risco forte em que facilmente o orgulho me poderia fazer cair, mas pela amargura de ter entristecido o Seu Coração Santo e Precioso... E ele come sempre me sabe consolar com imensa doçura: ...
A minha, a nossa sensibilidade em relação a isto, não deveria nunca chegar se soubéssimos verdadeiramente de Quem é o Coração que ofendo, que ofendemos… E sublimes são os seguintes trechos do livro "Uno sguardo sull’Anima" pag. 22: "... Do finito eu te elevo no imenso para tudo doar-te, a única condição que te imponho e que deves aceitar é o amor a fim de que possa levar-te comigo, onde tem delicia e tempo sem limite... Eu, o Pai celeste, me abaixo com amor sobre ti e te susurro: - filho aonde vai! Não escutas o meu chamado? Te exorto abres o coração e entenderás a essência do meu amor. Abres os olhos do amor, ages e eu te farei vencer o duro combatimento entre a alma e o corpo... Filho meu levanta-te e procedes. Não importa quantas vezes parou nem quantas vezes possas cair, para mim vale o desejo que tens de avançar e melhorar -... ".
... E ainda a pag. 38: "... Em todo caso, se Deus na grande Misericórdia nos inundou com a sua Graça, não devemos por isto alimentar o nosso orgulho, mas nos recordar que tudo é pela sua glória ... Com o coração na mão poderemos assim dizer: - Se vejo a minha nulidade, é porque intuí a tua Imensidade … Se decido de caminhar, se caminho, mas não corro ainda. Se corro, mas não vôo em direção ao meu Senhor, é porque não experimentei o que é o imenso Amor, quais ápices posso alcançar, quais ardores pode gerar - ...". Tudo isto é aquilo que brota da minha Alma agora que escrevo! Não ler este livro é uma ocasião perdida para a nossa Alma: aqui Ela encontra finalmente Voz!

Terça-feira 8
... Domingo depois de tanto tempo pude "saborear" a S. Missa como a minha Alma desejava... e exigia... Experimentei o BEM ESTAR de que havia falado o meu mestre... Eu senti a troca positiva entre a alma e o corpo... Descrivo agora um fato que me aconteceu saindo da Igreja no fim da celebração. Uma criança corria fora feliz e entusiasmada solecitando aos seus pais: "mamãe, papai, correm! Tem sinos que tocam?". Eu agradeci aquele menino porque graças à sua espontaneidade, não somente eu, mas outras pessoas pararam para admirar os sinos!
O menino olhou para o alto! Quantas vezes eu caminhei com a cabeça baixa somente perdida nas minhas preocupações e quem sabe o que outra coisa perdi! Às crianças é dedicada a capa de trás do livro "Uno sguardo sull’Anima": "... Olha as crianças quando brincam parecem passarinhos que cantam a alegria deles e tu, porque és triste, talvez o sol não te aqueça, a brisa não despenteia os teus cabelos e as flores não te acareciam o olhar? Nada te satisfaz porque tens a triesteza dentro, continuamente vai em direção a uma qualquer coisa que poderia te fazer feliz. Passado aquele momento, recomeçes uma outra vez. Olhas então, no fundo do coração e verás que te falta a alegria de amar e de ser amado!" ... E concluo com as palavras de um canto que exprimem o que provei eu voltando para casa Domingo: "... é a alegria que faz cantar, celebrando o Senhor. O seu Espírito hoje canta comigo... ".

  Santos e bem-aventurados:
Santa Teresa de LisieuxSanta Rita de Cássia
Santa LuziaSanta Gemma Galgani
São Antônio GalvãoSanta Elisabeth
Para informações:  monastery@tiscali.it  Grupo de oração mundial Número de visitas do 19/07/2004:visite  
Viagem Interior - Todos os direitos reservados