Caminho virtuosoCaminho virtuoso
Sites a visitar
Mosteiro invisível
Grupo de Oração e Intercessão.
Virgem Maria
Um convite Irresistível.
São José
A grande Patriarca.
São Bento
Contra doenças e maldições
Inferno
A terrível realidade.
Purgatório
Irmãos que estendem a mão.
Paradíso
Viver no Céu.
Amor e Paixão
A Paixão de Cristo
Meditações
A respiração da alma.
Os Anjos
Seres que ardem de amor.
Santuário de Oropa
O coração de Maria
O Pecado
Não é só a transgressão.
Milagres Eucarísticos
As Ostias se transformam em carne.
Aparições marianas
Maria segue a humanidade.
  español english italiano português Anterior    

A minha liberação continua

Domingo 16
Outras palavras do meu mestre..." – Eu – nego ainda uma certa realidade (me rebelo rápido), aquela de colocar-me com serenidade e autogestão em relação à alguns tipos de problemas práticos, - v.d o imposto de renda – porque neste sentido estou ainda ANESTESIADA (bloco). De consequência, devido a este modo de fazer, demonstro uma certa falta de atenção e um deixar para lá, uma certa superficialidade que não seriam típicas do meu caráter".
Analizamos as causas:
* Em parte, isto é devido que tive a – papinha pronta -, ou seja, em tal campo deixei tudo aos meus pais e não consegui sozinha resolver os problemas;
* Em parte não compreendo o fascínio do espírito de colaboração, mas me coloco sempre no primeiro lugar.
Em relação a isso o meu mestre me contou que uma amiga muito espiritual a qual tinha feito uma bela amizade tinha caído no sofrimento. Ele, então, propôs a ela de orarem juntos para pedir força e ajuda a Deus. Ela negou com a justificando que se o Senhor não havia escutado as suas orações, era inútil rezarem juntos. ..."Este é um típico pecado de orgulho, que pertence àqueles que não creem na força da união das intenções".
* Em parte depende também de quem me propõe uma leitura diferente e uma diferente resolução dos problemas práticos. ..."Aqui entra em campo a relação conflitual com os meus pais, em particular com a figura paterna. Sou certa do seu amor, posso dizer que gosta de mim?". Talvez não, porque o dever de um pai é aquele de guiar um filho na estrada da vida. Todavia, esta conflitualidade por mim não vem vivida bem porque no fundo se trata sempre de um pai, que eu devo respeito e amor.

Neste periodo posso conceder-me as saídas com os amigos do grupo com o pacto porém que isto nao me traga "paranoias" ou perguntas, os problemas de sempre, de não compreender os temas os quais se fala e assim por diante… " Se estes encontros me levantam a moral eu entendo pelo fato que volto para casa contente e de bom humor: a companhia me alegra e me fez amadurecer".
...Na volta par casa, NÃO DEVO FANTASIAR sobre um rapaz em particular, mas gozar somente da Amizade. Além disso, se não tem malícia, aceitar essa amizade que se instaura entre nós.
..."Antes de dar ao outro a minha confiança abrindo-lhe o meu coração devo estar muito atenta. E’ necessário conhecer bem a pessoa, as suas intenções, se é sincero ou se – brinca".
Sobre isto muito claras são as palavras à pags. 13 e 14 do livro "Uma olhada sobre a alma": .. E’ o amor que nos liga e coloca em união a nossas almas, inglobando o meu eu com o teu para um nós… Do ponto de vista humano, invés, o amor é somente atração, desejo... um ato para satisfazer as concupiciências, mas incapaz de fazer nascer alguma coisa de superior que permita de compartilhar alegrias e dores… no final deverás entregar-te à solidão mesmo se terás muitas pessoas perto, serás só... Quem, de fato, te quererá amar se quando o outro tem necessidade de ti e tu non o queres escutar? Se deseja dar-te a mão para caminharem juntos sobre os caminhos da vida, tu não queres aceitar porque tens medo de perder alguma coisa...
Com esta disposição de animo eu me encontrei muitas vezes, descobrindo de instaurar as vezes com os outros (também com os meus pais) tipo de relacionamento a fim de servir-me deles para ter confirmações para não estar sozinha, mas na realidade não sei amar verdadeiramente! Amar é outra coisa!

..."Devo absolutamente fechar completamente com uma parte do meu passado: foi experimentado que depois de dois anos uma perda ou um luto são superados!".
...Devo impor à minha mente de considerar MORTO E SEPULTADO PARA SEMPRE o meu ex namorado, em uma lápide, não existe mais, não pode e não deve mais ter influência sobre mim! Isto não tanto para experimentar raiva e rancor, mas para afastar-me dele que me fez mal, que foi o meu torturador!
Todo este percurso feito em um coloquio de duas horas, me deu uma verdadeira LIBERAÇÃO: PERCURSO DE LIBERAÇÃO!

Sexta-feira 21
Me apropriei novamente da alegria! O motor de tudo isto, obviamente, é a escolha de orar constantemente apesar das dificuldades de ser fiel a este empenho; em virtude desta escolha as orações não são outra coisa que diferentes formas de fazer o meu humilde louvor ao Senhor!
...O meu mestre, então, me explica: ... "quando por exemplo faço atividade esportiva, quando o muscolo aquista vigor, me sinto bem e tuda a minha essência física ha o BEM ESTAR com troca entre corpo e alma e vice versa: o bem estar ou o mal estar do corpo se refletem também sobre a Alma e vice versa. Eis porque o estímulo da fome aumenta e tendo então a comer com mais apetite. O meu pensamento é aquele de deduzir que, tendo perdido Energia a devo recuperar comendo mais! Na realidade não é assim: é o BEM ESTAR QUE LIBERA ENERGIA e eu, sem saber, como para compensar tal energia..
Isto acontece também quando me livro e posso finalmente exprimir em certas formas espirituais a mim queridas".
..."Ao contrario, quando não tenho energia positiva tenho uma espécie de capa, entro em um estado de mal estar e de consequência o apetite diminui".
..."Eu canto e estou bem: tenho o BEM ESTAR porque a minha mente associa certas formas de alegria de viver! Quando me refugio na cama tenho o MAL ESTAR, de fato não como".
Segundo o meu mestre: ..."A Angela que se refugia na fantasia é a Angela que nega a realidade! A fantasia é um refúgio, a compensação, caso contrário continuar a viver seria impossível".
..."Quando aprecio a Natureza, quando o vento que se move entre as árvores me acarecia o viso, me sento em paz e gostaria di ficar alí para sempre e aproveitar o tudo; se, porém, não fosse os empenhos que me chamam! Em outras palavras: se improvisamente chega o temporal, o vento se faz ameaçador e as folhas se movem sempre mais, eu corro, porque ali não estou bem!".
..."Isto significa que, se não tenho os elementos para encontrar bem estar, compenso com a fantasia que, outro não é, uma compensação do cérebro: este último não pode mais continuar a tolerar um estado de mal estar contínuo".
...-EU-DEVO ENFRENTAR A REALIDADE MAS ESTA VAI ENFRENTADA MELHOR COM UM MAIOR EMPURRÃO, ISTO E’, COM A ENERGIA DO ENTUSIASMO DE CONQUISTAR O CUME!".
O meu mestre prosegue assim: ..."Mediamente, uma pessoa normal não vai analizar os próprios mecanismos; invés, arando e cultivando o terreno, cresçem as plantas boas. As ervas daninhas sufocam aquilo que é bom. Do ponto de vista figurativo eu estou arando o meu terreno!".
Não posso não citar as belíssimas palavras que para mim foram transformadas em oração quotidiana e são pegas da "Oração para um Caminho de Amor" sempre dos irmãos Guelpa: " ...Não deixar-me nas trevas do orgulho, ajuda-me a extirpar a erva daninha que me sufoca. Provê a fim de que as plantinhas tenras das Virtudes sejam regadas da tua Graça. Não mereço nada o Meu Deus. Somente o sacrifício imenso da Cruz me convida a esperar...".

Segunda-feira 24
E’ evidente que eu tenha podido chegar a este ponto somente graças ao percurso feito até agora. A facilidade com que consigo organizar os meus dias, o desejo de fazer, de programar, os "comandos" internos que eu me dou quando me observo no andamento das minha ações, são os frutos da interiorização gradual daquilo que me foi ensinado. Cada dia me admiro de alguma coisa...
Devagar me estou largando certos rituais graças às correntes que quebrei: certo, é facil recair em comportamentos que se são radicados no tempo, mas a mente agora è livre de agir, de dizer "eu quero" e então a Certeza e a Esperança existe!
Sou consciente da imensa Graça que tive em receber, através do meu mestre, as amorosas curas do Médico per excelência: Deus Pai! Certamente é a chamada a uma revisão da minha vida e a colocar em discussão certas certezas! O amor porém chama determinação e então, constância, empenho da parte minha a consolidar sempre mais aquilo alcançado e a não divertir-me no sucesso, mas a olhar a meta! ...Na pág. 76 do livro "Uma olhada sobre a Alma": "..Se obteves uma vitória, o orgulho te tenta dizendo que fostes verdadeiramente o melhor. Não escutá-lo porque a insídia que te lança é aquela do orgulho espiritual...".
Me identifico na imagem do viajador descrito no livro "Uma olhada sobre a Alma" na pág. 66 que copio as palavras que mais me tocaram: "... Un Um viajador quando caminha debaixo do sol, é tentado de parar debaixo de uma árvore, mesmo que seja uma árvore pequena, mas onde possa encontrar alívio aos raios ardentes do sol, mas não parará quem tem imprimido na mente o desejo de encontrar a sombra verdadeira... Alcançado o suspirado bosque, se deliciará...".
O processo de escutar aquilo que provém da nós mesmos como necessidade profunda, redescobir a verdadeira essência fazendo aquilo que se deseja, por isso se é profundamente motivados e o contemporaneo trabalho de cortes das correntes que nos sufocam estão bem evidentes neste livro! Todos, através dele, poderão iniciar um caminho de liberação e de revisão das próprias certezas e cada um, a seu modo, se reencontrará naquilo que eu escrevi.
Na pág. 17 do livro "Uma olhada sobre a Alma" está escrito: "...O Espírito tem uma voz que por meio da consciência se faz escutar ao intelecto. Agora se tu non a escutas, também depois das ações não boas, significa que a matou... Para então um momento e escuta a voz da Alma...". E ainda na pág. 115: "...Dar a caça às pequenas coisas pode parecer supérfluo, todavia tantas pequenas impuridades podem formar um bloco, como o pecado mortal, capaz de amassar o mais forte dos seres... Tantos, acredidanto à limitada influência do pecado venial obrigam a alma a padecer sob o peso de uma montanha de pequenas culpas... A elevação espiritual se atua vencendo as pequenas fraquezas... difíceis da estirpar...".

A última parte da Oração de consagração ao Sagrado coração de Jesus diz: "... Entra em cada coração, Jesus! Bate, bate à porta do nosso coração. Seja paciente e perseverante. Nós estamos ainda fechados, porque não entendemos a tua vontade. Bate continuamente! Faz, bom Jesus, que abrimos a ti os nossos corações pelo menos no momento em que nos recordamos da tua Paixão sofrida por nós!" ... Estas palavras me tocam e não posso não experimentar tristeza por quanto eu contrinuo a acentuar as suas espinhas e a sua dor pelos meus pecados!.

  Santos e bem-aventurados:
Santa Teresa de LisieuxSanta Rita de Cássia
Santa LuziaSanta Gemma Galgani
São Antônio GalvãoSanta Elisabeth
Para informações:  monastery@tiscali.it  Grupo de oração mundial Número de visitas do 19/07/2004:visite  
Viagem Interior - Todos os direitos reservados