Tentação

Tentação

é uma força

A tentação é sutil, sutil, respiração silenciosa, instala-se em sua mente como um pensamento ou uma ideia sedutora.

O pensamento pode tornar-se prioritário e se não pará-lo, é introduzido poderosamente na sua mente.

A tentação é esta força

Aí se assentando o diálogo; porque esse pensamento tomando posse de seu coração, será muito difícil removê-lo. Se de alguma forma consentir, lutará e, consequentemente, se comprometerá com o mal.

Nas tentações acaloradas estão várias tentativas dos sentidos e das transgreções a toda moral. Sua mente é empurrada para o relativismo, o individualismo, a indiferença, o materialismo, e até de exclusão de Deus em sua vida.

A tentação mais profunda, mais sutil e dramática é o abatimento do seu espírito, o objetivo é fazer você cair no desespero. O primeiro ataque é a dúvida da fé, da insinuação venenosa que tudo pode você fazer, para instaurar-te o delírio da onipotência, de ser o mestre de seu destino. O diabo lhe tenta e se cair em tentação e decidir pecar, praticará estas ações tomará estas decisões tomará estas atitudes e então colherá de seus frutos.

O diabo é por excelência mentiroso, astuto e inteligente e é tão inteligente que é capaz de enganá-lo fazendo acreditar que o mal é bom. Quando o impede de agir com bem, em seguida, tenta fazer você trocar das pequenas questões. Ele tentará convencê-lo das coisas que estão acima de suas forças ou muito alto para conquistá-las. Sua tática é cansar-te com pensamentos persuasivos distraí-lo, entristecer e deturpar a sua coragem, enfraquecê-lo na prática do bem e levá-lo ao laxismo e apatia.

Os primeiros ataques são projetados escolhidos para fazer você cair em pecado mortal; Mas ele percebendo que não pode ter sucesso mudará de tática, e vai levá-lo a cometer numerosos pecados veniais. Fará você espiritualmente fraco, mais tarde, se não tiver cuidado facilmente o arremessará em pecado mortal. Deve estar vigilante para aderir às boas inspirações e monitorar cuidadosamente os pensamentos e examiná-los desde seus primórdios, de seus progressos e prazos.

O diabo quer ter o mérito de seus métodos de seus enganos e nesta estratégia irá depender do seu envolvimento com o pecado. Se já estiver na escravidão do pecado, o diabo sempre vai te cegar mais e mais, vai sempre cair no mesmo pecado um pior que outro, em ocasiões rápidas e expedidas. O hábito faz você cego e neste ciclo vicioso você cai no abismo do vício.

O único remédio para livrá-lo desta escravidão é pedir com todo o seu coração ao Criador para livrá-lo da escuridão do pecado.

As tentações do diabo cegam os olhos e endurecem o coração leva-o em estradas largas e à perdição. O quer cegar para que não reconheça as consequências de suas ações. Leva ao congelamento do coração que o torna imune a todos os conselhos o excluindo de toda a humanidade. Finalmente, o estimula a ceder a toda a sedução do mundo.

No entanto, qualquer tentação perde seu poder quando está longe dela. Se quiser se livrar dela, tem que virar as costas à tentação; com isso perderá todo seu poder. Quando brotar maus pensamentos: pare, pense, verifique a sua mente, mude imediatamente seus pensamentos, para que não vá gerenciar ou se inclinar sob esta direção ao aceitar estes pensamentos.
Quando brotar sentimentos e desejos perversos, der à luz a fantasias ruins e libertar desejos incontroláveis, mude imediatamente ou exclua esses pensamentos quanto puder. Será o mestre de sua mente e de seu corpo.

Quando tentar agir de má vontade, olhe para a estrada à sua frente e considere-a inevitável Considere as consequências desse ato. Pare, pense, coloque em ação um calço nos seus instintos mentais. Mude imediatamente os pensamentos revolvendo-o a coisas edificantes.

Se for obediente aos princípios do evangelho, diminuirá seu poder da atração nas coisas do mundo. Cada escolha correta que fizer dar-lhe-á um maior poder espiritual. O hábito de fazer as coisas certas criará uma grande força interior e construirá seu caráter. Devemos esperar nas tentações, porque sem a tentação não haveria aprendizagem e nenhuma chance de conseguir-mos virtudes.

Pode interessar