Purgatório

#

Biografia

Alfonso Maria De Liguori, escritor, poeta, musicista, bispo, doutor da Igreja e padroeiro dos moralistas, nasceu em Marianella, perto de Nápoles, no dia 27 de setembro de 1696. Era o primeiro de oito filhos nascidos do nobre José De Liguori e Ana Maria Caterina Cavalieri.

Notas biográficas: 1696 - 1787

Desde criança foi educado ao estudo e conseguiu falar bem o toscano, o latim, o grego, o francês, lingua usual na sociedade civil e o espanhól, lingua do Estado. Aprendeu a filosofia (que naquela época compreendia também as ciências matemáticas), a equitação, a esgrima, a musica, o desenho, a pintura e até a arquitetura. Precocemente, aos 12 anos Alfonso tinha brilhantemente terminado os seus estudos secundários e se era inscrito na faculdade de jurisprudência de Nápoles.

Em 1715 entrou na Confraternidade dos Doutores e se dedicou à assistência dos doentes mais pobres internados no Hospital de Nápoles, Santa Maria do Povo, estranhamente dito pelos Incuráveis.

Alfonso exercitou a advocacia com muito sucesso. Mas no décimo ano da sua experiência em Tribunal, por uma duríssima experiência, madurou a decisão pela vida sacerdotal.

No dia 27 de agosto de 1723 na frente da imagem da Madona, prometeu de consagrar-se ao serviço exclusivo de Deus e dos necessitados e de ser padre. Ao completar 30 anos, no dia 21 de dezembro de 1726, recebeu a ordenação sacerdotal.

Se adaptou imediatamente e a tempo inteiro na atividade pastoral na Diocese de Nápoles em favor das pessoas dos montes e da roça, dividendo com eles os problemas.

No verão de 1730 em Scala, um lugarejo do Salernitano, nas conversações tidas com irmã Maria Celeste Crostarosa, Santo Alfonso madurou a convinção de ser chamado por Deus a fundar uma congregação de sacerdotes e laicos para a evangelização e a salvação dos mais pobres.

O nascimento oficial e solene da Congregação do Santissimo Redentor foi em Scala no dia 9 de novembro de 1732. Foi aprovada, junto com a regula, por Bento XIV no dia 25 de fevereiro de 1749. E ele mesmo que no ano 1750 compôs uma gramática italiana!

Como escritor Santo Alfonso era muito popular. Publicou cento e onze obras, entre grandes e pequenas. Algumas dessas tiveram diversas edições, como as Visitas ao SS. Sacramento, as Máximas eternas, a Prática de amar Jesus Cristo, a obra mais bela é As Glórias de Maria, que registrarà o número maior de cópias entre as obras marianas de todos os tempo: mil edições a partir do ano 1750.

Além de escritor e pintor foi também grande musicista. A sua canção mais célebre, rica de autênticos valores espirituais e poéticos é: tu desces das estrelas. Um canto natalicio composto e musicado no ano 1755 durante a predicação em uma missão.

Foi nominado bispo pelo Papa Clemente XIII no dia 9 de março de 1762. A ordinação foi no dia 20 de junho na Igreja de S. Maria acima Minerva. Como bispo as suas atenções eram premurosas e paternas com os pobres mas também com os seminaristas, nos quais via prolongar a ação salvífica do Cristo.

No ano 1772 foi eleito Papa Clemente XIV. Santo Alfonso pediu de ser esonerado da dignidade episcopal por motivo de idade avançada e da artrose cervical que o tinha deformado. No ano 1775 Pio VI não pode fazer outra coisa que aceitar a sua renuncia porque o Santo se encontrava em um estado que fazia piedade, meio cego e surdo, tão opresso da doença que não parecia mais um homem. Morreu serenamente no dia 1 de agosto de 1787.

Pode interessar