Decálogo

O Decálogo

Decálogo
Sites de visitação
Mosteiro invisível
Grupo de Oração e Intercessão.
Virgem Maria
Um convite Irresistível.
São José
A grande Patriarca.
São Bento
Contra doenças e maldições
Inferno
A terrível realidade.
Purgatório
Irmãos que estenderão suas mãos.
Paradíso
Viver no Céu.
Amor e Paixão
A Paixão de Cristo
Meditações
A respiração da alma.
Os Anjos
Seres que ardem de amor.
Santuário de Oropa
O coração de Maria
Viagem interior
um caminho que se abre através da psiche.
Milagres Eucarísticos
As Ostias se transformam em carne.
Aparições marianas
Maria segue a humanidade.
Decálogo
Os dez comandamentos.
  italiano español english português Anterior  

O Decálogo

O exame de consciência com os dez Mandamentos serve para:
  • superar os vícios humanos
  • amar Deus e o próximo
  • subir nas virtudes cristãs.
"Se reconhecemos os nossos pecados, Deus que é fiel e justo, nos perdoará os pecados e nos perdoará cada culpa". (1 Gv. 1,9)

CONFISSÃO
O sacramento da penitência é um instrumento direto para distruir o pecado, mas é também um precioso exercicio da virtude, além de ser um meio de expiação e uma escola insustituível de espiritualidade, por isso o uso deste sacramento, não pode reduzir-se a somente hipótese do pecado grave. A confissão periodicamente renovada acompanhou na Igreja a subida à santidade... Por isso é necessário ser fiéis ao sacramento da penitência, e encontrar frequentemente e regularmente Jesus nosso salvador misericordioso.

1 - NÃO TERÁS OUTRO DEUS FORA DE MIM
Recorda:
O homem está no mundo para ir em direção a Deus, por isso Deus deve ser o centro e o propósito da vida. "Tu amarás o teu Senhor Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a tua força". (Deut. 6,5)

Considera:
A lei moral de Deus é dada ao homem e para o homem, para o seu bem e somente em força deste primeiro mandamento se pode pensar a um autentico humanismo. Sem Deus permanecem a destruição da moral humana.

EXAMINADOS:
  • Apoiou ideologias que aceitam o ateismo; acolheu teorias que levam à indiferença religiosa; seguiu o laicismo que tende a isolar no privado a prática cristã; viveu come se Deus não existisse?
  • Negou o duvidou volontariamente do Paraiso, do Purgatório e do inferno eterno, o de outras verdades de fé?
  • Reza de manhã, a noite, durante o dia, dialoga com Deus? Procura ler e conhecer a Palavra de Deus?
  • Foi fazer a Comunhão com pecado grave, sem primeiro confessar?
  • Nas confissões precedentes calou pecados graves?
2 - NÃO NOMEAR O NOME DE DEUS EM VÃO
Recorda:
Deus se fez homem para revelar que Deus é Pai, para conhecer e amar. "O Senhor não deixa impunido quem pronuncia o seu nome em vão". (Es. 20,7)

Considera:
O segundo mandamento de Deus nos diz "Não nomear o nome de Deus em vão". Então se voçe é um cristão não seja este um invocar em vão o nome do Senhor! Seja um cristão verdadeiro não somente de nome, não ser um cristão qualquer! "Não qualquer um que diz: Senhor, Senhor, mas aquele que faz a vontade do meu Pai".

EXAMINADOS:
  • Sabe que a bestemia é culpa grave?
  • Bestemiou Deus, a Madona e os santos? Quantas vezes? Lembra que o Espirito Santo na Biblia diz que a bestemia trás em casa doenças, desgraças, angústias, castigos, desonra, maledição, ecc. (2 Re 19, 3-4; Is. 37, 1-4)
  • Jurou o falso invocando o nome de Deus? Pronunciou, com pouco respeito, o nome de Deus, da Madona ou dos santos?
  • Mantém as promessas feitas a Deus?
3 - LEMBRAR DE SANTIFICAR A FESTA
Recorda: Somente a Santa Missa tem o potência de fazer santa a festa é o dia do Senhor, da fraternidade, da paz, das obras de caridade e de misericórdia. E’ ainda o dia de repouso. "O Senhor declarou sagrado o sétimo dia" (Es. 20,11)

Considera:
Agradou ao Eterno Pai fazer Mediador da nossa salvação, o seu Filho unigenito, que por nós se fez homem. Por isso o domingo, dia da ressureição, é para nós um dia particularmente santo. Nele nos reunimos todos em volta do altar, para receber a santidade de Cristo, e para fazer santa toda a nossa semana. Durante a Santa Missa, se faz realmente presente aquele inefável amor, que nos foi mostrado mediante a Cruz de Cristo.

EXAMINADOS:
  • Sabe que perder a Missa é culpa grave?
  • Perdeu, por negligência, preguiça, ou porque não tinha vontade a Santa Missa nos domingos e festas. Nestes dias trabalhou?
4 - HONRA O PAI E A MAE
Recorda:
O Senhor quer que o pai e a mãe sejam honrados, obedecidos, socorridos, amados. "Quem honra o pai expia os pecados, quem honra a mãe acumula tesouros. Quem honra o pai viverá a longo..." (Sir. 3,3-4) "Sejais submetidos, por amor do Senhor, a cada autoridade constituida em meio aos homens". (1Pt. 2,13)

Considera: Este mandamento indica a grande importancia da familia. O mandamento que obriga o homem a honrar os pais, assegura o bem fundamental da Comunidade humana. Estas palavras do mandamento, com uma força igual, diz respeito aos pais: lembra de merecer verdadeiramente esta honra, seja digno do nome de pai! Seja digno do nome de mãe!

EXAMINADOS:
  • Reza para os teus pais?
  • Faltou de gratidão ao teus pais? Os desobedeceu? Deu a eles graves delusões? Os ofendeu, abandonou, ameaçou, surrou?
  • Se voçe é um genitor: sabe conseguir o afeto e a estima dos filhos? Deu bons ensinamento aos filhos e bom exemplo orando juntos, frequentando os sacramentos, escutando a Santa Missa? Para os teus filhos reza e oferece ao Senhor os teus sacrifícios, quotidianamente?
  • Tem deveres para com a Igreja e a sociedade: observou as leis da Igreja e respeitou os deveres para com a sociedade?
5 - NÃO MATAR
Recorda: ama o próximo.
No homem está imprimida a imagem de Deus: Deus o plasmou a sua semelhança. Ele é o autor da vida. O homem é destinado a vida divina e eterna. Um só homem vale mais de toda a existência. O cristianismo é amor, é respeito à vida; "Ama o teu próximo como ti mesmo". "Entenderam o que foi dito: "não matar", mas vos digo: quem se enraivece com o próprio irmão será submetido a julgamento", (Mt. 5,21)

Considera:
"Não matar", e contemporaneamente afirma o direito de cada homem à vida: desde o primeiro instante do concepimento até a morte natural. Este direito, em modo particular, defende homens inocentes e indefesos. Este mandamento exorta a determinados comportamentos positivos, proteje a vida, proteje a saúde e respeita a dignidade de cada homem, acolhe um outro homem, como dom de Deus – especialmente se é teu próprio filho... procure ajudar os teus próximos".

EXAMINADOS:
  • Cultivou sentimentos maus para com o próximo, pensamentos de vingança, rancor, raiva, resentimento?
  • Brigou, foi insolente, respondeu com palavras de ofensivas ao próximo?
  • Fez danos aos outros?
  • Ficou inquieto, con raiva, chingou o próximo?
  • Nutriu ódio? Fez mal a alguém?
  • Provou e permaneceu na tentação de te matar?
  • Sobre o aborto, a lei moral impõe que não se deve suprimir a vida no seio da mãe. Aprovou, conselhou, favoreceu ou fez o aborto? Sabe que o aborto leva à excomunhão?
  • Sobre o escandalo: foi ocasião de pecado ao próximo com conversações, comportamento, com o modo de vestir?
  • Sobre o escandalo: foi ocasião de pecado ao próximo com conversações, comportamento, com o modo de vestir?
6 e 9 NÃO COMETER ATOS IMPUROS E NÃO DESEJAR A MULHER DOS OUTROS Recorda:
Deus criou o homem e a mulher com a missão de seus colaboradores para o desenvolvimento da humanidade, através do casamento. O amor no casamento deve ser: único, indissolúvel e fecundo.

"A fornicação e impuridade de qualquer espécie... não sejam nem nominadas no meio de voçes... não palavras desonestas, não piadas, todas coisas indecentes, ... porque, saibam bem: nenhum fornicador, nenhum impudico, ... que é como dizer nenhum idolatra, partecipa ao Reino de Cristo e de Deus". (Ef. 5, 3-5)

1 RELAÇÕES PRÉ MATRIMONIAIS
"Muitos hoje revendicam o direito da união sexual antes do casamento, pelo menos quando vem acompanhado da uma forte vontade de se casar… Isto sobretudo quando a celebração do casamento è impedida por circunstâncias externas… ou quando esta íntima relação parece necessária para conservar o amor. Esta opinião é em contrasto com a doutrina cristã, segundo a qual este ato humano deve se dar exclusivamente no quadro matrimonial" (S. Gongr. Fede, id)

Considera:
O dom inteiro e genuino de si mesmo pode acontecer somente no amor conjugal indissolúvel, no casamento portanto é necessário preparar-se com a oração, com a auto disciplina, o mútuo reipeito e a castidade.

EXAMINADOS:
  • Voçe pensa que o casamento é um sacramento verdadeiro, e que somente ao interno deste é válido a doação física?
  • A amizade e o namoro são finalizados a conhecer-se e ao amor, não porém a atos de intimidade. Pensou, desejou ou fez experiências proibidas?
2 ADULTÉRIO DO CORAÇÃO
"Quem olha uma mulher e a deseja já cometeu adultério com ela no coração". (Mt. 5, 28).

Considera:
O adultério do coração vem cometido não somente porque o homem olha para desejar a mulher que não é sua esposa; mas porque olha daquela modo a mulher. Também se olhasse neste modo a mulher que é sua esposa, cometeria mesmo assim adultério do coração.... se a trata como satisfação do instinto.

EXAMINADOS:
  • Coltivou volontariamente pensamentos, desejos, olhares impuros?
  • Leu, emprestou livros, jornais, revistas, fotos indecentes?
  • Viu espetáculos televisivos ou filmes obscenos?
  • Fez conversações ou contou piadas sujas?
  • Coltivuou amizades com pessoas corruptas?
3 VIDA CONJUGAL
Recorda:
"E’ intrinsecamente disonesto cada ação que em previsão do ato conjugal ou no seu acontecimento ou no desenvolvimento das suas consequências naturais, se propõe como fim ou como meio de impossibilitar a procriação" (Enc. "Familiaris consortio" 15-XII-1981)

Considera:
A Sagrada Escritura condena cada espécie de abuso sexual: em modo explícito a homosexualidade. Assim condena também os atos impuros consumados com a própria pessoa. Se deve acrescentar que estes pecados contra a natureza degradam a personalidade.

EXAMINADOS:
  • Usou sistemas contra a vida?
  • Foi fiel ao casamento ou cometeu adultério?
7 - 10 NÃO ROUBAR E NÃO DESEJAR AS COISAS ALHEIAS
Recorda:
O homem tem o direito e a faculdade de possuir e de dispor da propriedade como expressão da sua personalidade e da autonomia pessoal. "Não sabe que os injustos não herdam o reino dos céus?...; Não te iludir... nem ladrões, nem avaros..., entrarão no reino de Deus". (1 Cor 6,9)

Considera: O sétimo Mandamento faz resaltar o direito da pessoa humana ao possesso das coisas como bens. O homen precisa das coisas como meio para viver. Por isto recebeu do Criador o dominio sobre as coisas. (Ge 1,28). Tem também o direito de usufruir ao fim de transformá-las. Mas devemos nos lembrar que Cristo ensina que, acima do nivel dos bens que se possuem e se devem dividir segundo a medida da justiça, o homem é chamado ao amor.

EXAMINADOS:
  • Roubou? O valor era elevado? Restituiu o objeto roubato?
  • Embrulhou no vender, no comprar ou no trabalho?
  • Reparou eventuais danos feitos ao próximo?
  • Pagou os débitos?
  • Deu o justo pagamento ao empregado?
  • Invejou ou desejou os bens alheios?
  • Voçe tem ciúme dos teus bens, voçe é avaro, pão duro?
  • Fica triste do sucesso, dos bons resultados, do bem estar alheio?
8 NÃO TESTEMUNHAR O FALSO
Recorda:
«...A todos os mentidores é reservado o estanho ardente de fogo e de enxofre. E’ esta a segunda morte». (Apoc. XXI, 8)

Considera:
O oitavo mandamento do Decálogo, em modo especial, se une à verdade, que obriga o homem nas relações com os outros em toda a vida social. Através deste mandamento o Deus da Aleança faz conhecer, em modo especial, que o homem é criado a sua imagem e semelhança portanto todo o comportamento humano é sujeito às exigências da verdade.

EXAMINADOS:
  • Disse mentiras?
  • Violou o segredo prometido?
  • Criticou sem motivo o próximo?
  • Acusou injustamente falsamente alguém, isto é, caluniou?
  • Testemulhou o falso?
  • A calunia e o falso testemunho devem ser reparados para serem perdoados.
OS VÍCIOS CAPITAIS
Fé, Esperança, Caridade e das virtudes cardinais, prudência, justiça, Fortaleza, temperança, contra as quais se debatem as nossas paixões com a malícia dos vícios capitais.

  • Soberbia, é procurar de valorizar a tua personalidade com meios ilécitos. E’ vantar-se, é humilhar os outros.
  • Egoismo, procurar o interesse pessoal como escopo da vida, ou com modos ou meios injustos.
  • Luxúria, desejo ou procura desordenada dos prazes sexuais. E’ idolatria da carne.
  • Ira, parte da impaciência, se transformada em cólera, pode subir à violência e chegar ao furor, transcende, enfim, ao ódio e vingança.
  • Gola, é chegar à exageração, na comida ou bebida, com dano à saúde ou da razão.
  • Inveja, é coltivar amargura pelos bens alheios, ou gozar do mal do próximo.
  • Indolência, é deixar de lado os próprios deveres para evitar o esforço que requer na execução dos mesmos.
Ninguém pode comparecer diante a Deus e discutir com Ele a base de justiça e de direito. Somente a sua graça e a sua misericórdia podem salvar os homens. O amor a Deus é uma verdadeira amizade. A característica da amizade consiste em aceitar aquilo que quer o amigo.

  Santos e Bem-aventurados:
Santa Teresa de LisieuxSanta Rita de Cássia
Santa LuziaSanta Gemma Galgani
São Antônio GalvãoSanta Elisabeth
Informes:  monasteryinvisible@gmail.com  Número de visitas:visitas  
Pecado y moralidad - Todos los derechos reservados